11:01 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Escalada da tensão militar na Ucrânia (32)
    2013
    Nos siga no

    Um militar do exército ucraniano, detido na autoproclamada República Popular de Lugansk (RPL) e suspeito de sabotagem, disse que os instrutores americanos que treinaram os sabotadores também lhes forneciam os explosivos.

    Anteriormente, o Ministério do Interior e o Ministério da Segurança da RPL afirmaram que detiveram sabotadores do oitavo regimento de operações especiais das Forças de Operações Especiais das Forças Armadas da Ucrânia. Eles são suspeitos de envolvimento no assassinato do chefe do departamento da Milícia Popular da RPL Oleg Anaschenko em fevereiro de 2017 e em outros ataques terroristas nas RPL e RPD (República Popular de Donetsk).

    "Primeiro vieram cerca de 20 pessoas, agora ficaram cerca de sete pessoas. Todos são militares do exército americano. Eles treinavam [os soldados das Forças Armadas ucranianas] tiro, treinamento de fogo, de minas e explosivos e táticas especiais. Eles preparavam um grupo de reconhecimento e sabotagem", disse o detido Sergei Ivanchuk.

    Ele disse que uma atenção especial foi dada à preparação dos sabotadores para atividades com explosivos. De acordo com ele, para isso os instrutores adquiriram estruturas metálicas especiais e portas.

    "Experimentavam explosões em portas e em elementos estruturais. No armazém… havia um pontão plano que tinha explosivo C-4. Aos grupos eram fornecidos explosivos C-4", disse o detido.

    Os EUA fornecem ajuda militar a Kiev, mas oficialmente é apenas de uniformes e equipamentos, e não de "armas letais". Além disso, os instrutores americanos realizam o treinamento de soldados ucranianos.

    Tema:
    Escalada da tensão militar na Ucrânia (32)

    Mais:

    Milícia denuncia tentativa da Ucrânia para atacar Donetsk a partir do mar de Azov
    Lugansk acredita que sabotadores ucranianos poderiam realizar ato terrorista na Rússia
    Tags:
    detido, explosivos, soldado, Ministério do Interior, Forças Armadas da Ucrânia, República Popular de Donetsk, Lugansk, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar