21:53 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira da Sérvia

    Sérvia recebe proposta para impor sanções contra Rússia em troca de adesão à UE

    © AFP 2019 / ANDREJ ISAKOVIC
    Europa
    URL curta
    3221
    Nos siga no

    O reconhecimento da independência da autoproclamada República do Kosovo e a introdução de sanções contra a Rússia serão as condições para que a Sérvia possa aderir à União Europeia.

    A declaração foi feita pelo presidente sérvio Tomislav Nikolic na terça-feira ao canal nacional RTS.

    Durante uma das visitas anteriores a Belgrado do comissário responsável pela Política Europeia de Vizinhança e Negociações de Alargamento da UE, Johannes Hahn, Nikolic disse:

    "O senhor Hahn me disse que não poderemos avançar sem assinar um acordo vinculativo de boa vizinhança com o Kosovo e Metóquia, o que será, na minha opinião, o reconhecimento da independência do Kosovo."

    "Ele também disse que sem uma política externa conjunta não poderemos ser membro da União Europeia", ressaltou Nikolic.

    "Após isso, foram introduzidas as sanções contra a Federação da Rússia, das quais nós não participamos, e das quais nós deveríamos participar se fossemos país integrante da UE", sublinhou o presidente.

    Segundo Nikolic, embora estas exigências não sejam uma posição oficial da UE, elas são antecipadas pelos parlamentos de muitos países que terão de aprovar a nossa adesão, inclusive o parlamento alemão que desempenhará o papel decisivo.

    Ainda em dezembro de 2015, a Sérvia e a UE abriram os dois primeiros capítulos do dossiê de negociações sobre a entrada do país na União Europeia, um sobre o controle financeiro e outro sobre normalização dos laços com a autoproclamada República do Kosovo. Posteriormente, em meados de julho de 2016, Bruxelas e Belgrado abriram mais dois capítulos referentes à adesão – sobre o poder judicial e segurança, e em dezembro de 2016 – sobre encomendas estatais, ciência e pesquisas.

    Anteriormente, o governo da Sérvia declarou que não apoiaria as sanções do Ocidente em relação à Rússia.

    Em 17 de fevereiro de 2008, as estruturas kosovares-albanesas de Pristina proclamaram unilateralmente a sua independência da Sérvia. A república autoproclamada não é reconhecida pela Sérvia, Síria, Rússia, China, Israel, Irã, Espanha, Grécia e vários outros países.

    Mais:

    Rússia compartilha 'armas climáticas' com Sérvia
    Rússia presenteia Sérvia com caças, tanques e blindados
    Tags:
    reconhecimento, independência, troca, sanções, adesão, UE, Johannes Hahn, Tomislav Nikolic, Belgrado, Bruxelas, Kosovo, Rússia, Sérvia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar