17:41 03 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    3210
    Nos siga no

    Os EUA continuam dispostos a prestar assistência às Forças Armadas ucranianas no que se trata do aumento do seu potencial militar, afirmou a representante oficial do Pentágono Courtney Hillson.

    O primeiro vice-secretário de Defesa dos EUA, Bob Work, se encontrou com o chanceler ucraniano, Pavel Klimkin, na sede do Pentágono e discutiu a ajuda por parte dos EUA, destinada ao aumento do potencial militar da Ucrânia.

    "Bob Work frisou que os EUA continuam leais a uma assistência séria à independência e à integridade territorial da Ucrânia, bem como ao aumento do potencial das Forças Armadas ucranianas. Além disso, ele apelou à Ucrânia para que mantenha seu empenho na realização de reformas que possam aumentar a eficiência das suas empresas na área da defesa", diz-se em um comunicado oficial do porta-voz de Bob Work.

    Segundo comunicou o Pentágono, no decorrer das negociações com Work, Klimkin reiterou o compromisso da Ucrânia em relação aos acordos de Minsk e à solução do conflito em Donbass.

    Em fevereiro de 2015, as autoridades de Kiev e partidários da independência de Donbass assinaram um acordo de paz em Minsk que estipula um cessar-fogo completo, a retirada de armas da linha de contato no leste da Ucrânia, bem como reformas constitucionais que dariam um estatuto especial às repúblicas separatistas de Donetsk e Lugansk. Apesar do acordo, o regime de cessar-fogo é regularmente violado.

    Mais:

    Grã-Bretanha quer pagar a 'defesa' da Ucrânia e dos países Bálticos contra a Rússia
    Continuam discussões sobre concessão de armas letais americanas à Ucrânia, diz Kiev
    Putin convoca Conselho de Segurança da Rússia em meio a tensões na Ucrânia
    Tags:
    conflito ucraniano, armas, Pentágono, Bob Work, Pavel Klimkin, Donbass, EUA, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar