06:58 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Chanceler e governadores vão cooperar para tornar mais efetiva a saída de imigrantes que não conseguirem asilo

    Merkel concorda em acelerar deportações da Alemanha

    © AFP 2017/ Michael Sohn,
    Europa
    URL curta
    815

    A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, chegou a um acordo com os governadores dos 16 estados alemães nesta quinta-feira para acelerar e aumentar o número de deportações dos estrangeiros que não conseguirem obter asilo no país.

    A governante, que vive a expectativa de uma disputa acirrada nas eleições de setembro, vem defendendo a ideia de um grande esforço nacional para garantir que os imigrantes ilegais deixem a Alemanha rapidamente. 

    Atualmente, as deportações ficam a cargo dos governos estaduais, mas, como destaca a agência AP, altos funcionários federais têm deixado claro que Berlim deseja ter mais influência sobre o processo. 

    Em conversa com jornalistas após o encontro de hoje, na capital, a chanceler e os governadores disseram que vão trabalhar juntos para elaborar novos regulamentos. Uma das ideias, ainda segundo a AP, é criar diversos "centros de saída", para onde os estrangeiros seriam levados antes da deportação, de forma a garantir o controle das autoridades sobre seu paradeiro até a data da saída efetivamente.

    De acordo com os planos, aqueles imigrantes com poucas chances de conseguir asilo no país teriam suas solicitações processadas e seriam forçados a deixar a Alemanha, se for o caso, apenas algumas semanas depois de sua chegada. E os que concordassem em voltar para seus países voluntariamente, antes do final do processo, receberiam um incentivo financeiro do governo alemão. 

    Em 2016, cerca de 280 mil pessoas solicitaram asilo na Alemanha, contra 890 mil em 2015. Aproximadamente, 25 mil foram deportadas do país no ano passado.

    Mais:

    Escola é evacuada no leste da Alemanha após ameaça de bomba
    'Mein Kampf' volta a ser best-seller na Alemanha
    Deputado do Bundestag: Alemanha apoia o jihadismo na Síria
    Tags:
    deportação, imigração, AP, Angela Merkel, Berlim, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik