02:30 23 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Nota de uma grivnia, moeda nacional ucraniana, está sendo queimada no fogão

    Ucrânia está à beira de um 'apocalipse tarifário'

    © Sputnik / Alexander Demyanchuk
    Europa
    URL curta
    6131

    Em fevereiro de 2017, as autoridades ucranianas aumentarão uma grande parte das tarifas dos serviços básicos, por isso a população terá que apertar o cinto de novo, escreve o colunista do portal Ukraina.ru, Nikolai Podkopayev.

    Os custos das comunicações celulares, os preços da assistência médica e as tarifas de eletricidade e gás vão sofrer uma subida importante, que afetará a bolsa da maioria dos ucranianos.

    Presidente ucraniano Pyotr Poroshenko
    © Sputnik / Serviço de imprensa do presidente da Ucrânia
    Desta maneira, enquanto alguns dos provedores de serviços de telecomunicações aumentarão as tarifas entre 6% e 25% em média, outros prometem eliminar suas ofertas mais baratas.

    "Em 2016, as tarifas de habitação, água, eletricidade e gás na capital ucraniana aumentaram 49,9%, batendo todos os recordes imagináveis", apontou o colunista do portal Ukraina.ru.

    Porém, as pessoas comuns não serão as únicas afetadas pelo crescimento das tarifas: os preços também crescerão para as empresas consumidoras de gás.

    Por exemplo, a empresa distribuidora de gás ucraniana Naftogaz subirá os preços em 22%, justificando-o pelo "aumento da demanda" nos mercados europeus.

    Na opinião de Podpokaev, as "novidades" econômicas adoptadas por Kiev afetaram diretamente os cidadãos comuns e poderão levar a um ainda maior empobrecimento global da população.

    Mais:

    Presidente ucraniano quer que Ucrânia seja prioridade para nova administração dos EUA
    Setor agrícola ucraniano sufocado por integração europeia
    Ex-deputado ucraniano: Yatsenyuk pode se tornar o 'fuhrer' da Ucrânia
    Tags:
    tarifas, preços, crise, Naftogaz, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik