06:38 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Avião militar italiano do Eurofighter Typhoon patrulha sobre os Bálticos durante uma missão da vigilância aérea da OTAN a partir da base aérea de Zokniai, perto de Siauliai

    Entre na fila! Caças alemães vigiam espaço aéreo da Estônia após substituir britânicos

    © REUTERS / Ints Kalnins
    Europa
    URL curta
    115

    Os caças da Força Aérea da Alemanha Eurofighter Typhoon, que estão efetuando missões de vigilância do espaço aéreo dos Países Bálticos a partir da base aérea de Amari nos arredores de Tallin, realizarão nesta semana voos de treinamento diários sobre território estoniano a baixas altitudes durante os dias úteis, disse o Estado-Maior estoniano.

    "Os caças da Forças Aérea alemã Eurofighter Typhoon efetuarão voos nos dias uteis, à altitude mínima de 500 pés, longe de povoações. Os voos se realizarão na parte da manhã", diz o comunicado do Estado-Maior das Forças de Defesa do país.

    Tais voos são efetuados regularmente por caças dos países-membros da OTAN que cumprem a missão de vigilância do espaço aéreo dos Países Bálticos.

    Os pilotos alemães, que utilizam 4 caças Eurofighter Typhoon, iniciaram sua missão em 31 de agosto do ano passado, sucedendo ao contingente britânico de 4 caças do mesmo modelo. Recentemente, os voos de treinamento têm sido realizados no espaço aéreo da Estônia semanalmente.

    Os voos se realizam em conformidade com os acordos entre os países da OTAN em zonas criadas especialmente para isso. Tais zonas para os voos a baixa altitude foram criadas pelos governos de todos os países do Báltico.

    Os respectivos Estados não possuem aviões aptos para patrulhamento aéreo, por isso, a partir de abril de 2004 (após sua adesão à OTAN), a vigilância do espaço aéreo tem sido efetuada por aviões dos países-membros da Aliança Atlântica em conformidade com o princípio de rotação. Os caças estão instalados na Lituânia, no aeródromo perto da cidade de Siauliai.

    A base aérea de Amari se tornou em uma plataforma adicional para o baseamento dos aviões da OTAN a partir de 2014. Em 2012, durante a cúpula do bloco em Chicago, a missão foi prorrogada por um prazo indeterminado.

    Mais:

    Aviões de reconhecimento dos EUA voam perto das fronteiras russas no Báltico
    Polônia 'feliz' com aceleramento do envio de tropas dos EUA ao Báltico
    Ministro da Defesa francês prometeu soldados e tanques para reforçar OTAN na Estônia
    Tags:
    missão de patrulha, Eurofighter Typhoon, OTAN, Rússia, Reino Unido, Alemanha, Estônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik