15:02 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 0 0
    Nos siga no

    Paolo Gentiloni tenta se esquivar das críticas quanto à demora da resposta pelos serviços públicos no resgate e auxílio às vítimas.

    Enquanto a Itália sofre com uma forte onda de nevascas e terremotos, o primeiro-ministro do país, Paolo Gentiloni, pediu que autoridades do país redobrem esforços para chegar até quem está isolado pelos desastres naturais.

    Moradores de várias partes do país reclama que há dias, falta eletricidade. Os esforços se concentram na vila de Farindola, onde uma avalanche deixou o Hotel Rigopiano enterrado sob a neve. A resposta lenta dos serviços e das autoridades têm sido alvo de severas críticas dos italianos.

    "Pedi a todos que multipliquem seus esforços. Pedi aos políticos que mostrem sobriedade e respeitem a dificuldade da situação e os esforços dos militares e civis que atuam nela", disse Gentiloni.

    A prioridade, continuou o premiê, é encontrar todas as pessoas isoladas nas cidades engolidas pela neve ou que foram prejudicadas pelos terremotos ontem.

    Tags:
    Hotel Rigopiano, Paolo Gentiloni, Farindola, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar