11:50 16 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Companha Acabar com Ramstein

    Alemães estão contra guerra de drones dos EUA

    © flickr.com / Lucas Wirl
    Europa
    URL curta
    130

    Segundo resultados de uma pesquisa da empresa YouGov, 50 por cento dos alemães estão contra a participação da Alemanha na guerra de drones dos EUA, enquanto 26 por cento são a favor. No entanto, a base área americana na cidade alemã de Ramstein é um elemento importante nas operações com drones.

    Durante a pesquisa, os alemães responderam à pergunta se a Alemanha dever permitir que os EUA planejem, controlem e efetuem ataques de drones a partir do território alemão. Metade dos 2038 cidadãos alemães inquiridos respondeu "não", 24 por cento — "não sei" e 26 por cento responderam "sim".

    Holger Geissler, o diretor da empresa das pesquisas científicas YouGov, não está surpreendido com este resultado. Os alemães tradicionalmente são muito céticos quando se trata de participação da Alemanha em guerras ou do início de operações militares no seu território.

    O resultado também corresponde às conclusões da YouGov resultantes das pesquisas dos últimos anos.

    "Nós últimos anos nós temos realizado vários inquéritos sobre a participação do Bundeswehr (Forças Armadas da Alemanha) em ações de combate ao nível internacional. E eles são, de qualquer modo, comparáveis uns aos outros. Trata-se também de participação da Alemanha ou das Forças Armadas alemãs em operações de combate de outros países. O resultado do último inquérito ligado à utilização da base aérea de Ramstein tornou-se muito elucidativo. Os alemães são muito reservados quando se trata do envolvimento do seu país em ações militares. Os residentes da Alemanha demonstram, no decurso dos inquéritos, uma atitude completamente negativa em relação a uma guerra, são muito pacíficos", revela Geissler em entrevista ao correspondente da Sputnik Alemanha, Ilona Pfeffer.

    Tal atitude pacifista, por um lado, é explicada pelo peso da Segunda Guerra Mundial na Alemanha. Demais, Geissler tem sua própria opinião sobre esse assunto:

    "Primeiramente podemos supor que o governo do país em particular e os políticos em geral prestam grande atenção à realização de diferentes inquéritos, não somente nossos, mas também os de outras empresas que estudam o mercado e a opinião pública. É certo que mesmo no governo há funcionários que realizam suas próprias investigações regularmente, verificando opinião da população em relação a diferentes assuntos. No entanto, há outra questão: será que tudo isso é bastante transparente? O que está sendo discutido e o que não está? Existem discordâncias entre os desejos dos cidadãos alemães e, por outro lado, as suas ações. Quanto a alguns aspectos, isso é correto, pois o governo tem outra posição, tem outra visão de muitas coisas. Podemos dizer que o governo irá evitar uma discussão ampla dessa questão".

    Mais:

    Suécia prepara maior área para testes de drones da Europa
    EUA vão exportar novos drones MQ-9 Reaper para a Espanha
    Drone mostra serenidade do inverno após nevoeiro
    Mídia: sinal 'mortífero' à Rússia se transforma em protestos na Alemanha
    Alemanha resolve passar mais um ano treinando militares e forças peshmerga no Iraque
    Tags:
    governo, cidadãos, opinião pública, inquérito, pesquisas, forças armadas, operações militares, base aérea, drones, Segunda Guerra Mundial, Bundeswehr, YouGov, Ramstein, EUA, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik