13:32 04 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    2552
    Nos siga no

    O ministro da Defesa polonês, Antoni Macierewicz, afirmou que o país está planejando criar umas forças armadas capazes de fazer frente à “pressão militar” exercida pela Rússia.

    No programa do canal de TV Republika, Macierewicz comentou a instalação das tropas da OTAN e dos EUA na Polônia. "[Elas são] uma garantia de independência física em relação à pressão militar da Rússia até construirmos nossas próprias forças armadas, até podermos fazê-lo por nós próprios à escala necessária", frisou o ministro.

    O titular militar ressaltou: é necessário fazer todo o possível para que as Forças Armadas da Polônia sejam capazes de defender a independência do país. Neste contexto, ele destacou a criação das Tropas da Defesa Territorial.

    "Nós não minimizamos o exército, não o reduzimos, não o enfraquecemos, como fazia [o partido que estava no poder até 2015] a Plataforma Civil e [o ex-presidente] Bronislaw Komorowski. Estamos o desenvolvendo tanto por via da modernização, como aumentando seus efetivos", realçou.

    Mais cedo, as autoridades polonesas reiteraram por várias vezes a existência de "uma ameaça russa" por via da instalação de armamentos na região fronteiriça de Kaliningrado. O Ministério da Defesa da Rússia, por sua vez, confirmou a informação da mídia que sistemas móveis de mísseis Iskander-M tinham sido deslocados para a região.

    O representante oficial do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov, explicou que tanto o sistema móvel como as tropas de mísseis aperfeiçoam suas capacidades de combate.

    Segundo disse ele, "ninguém tentou fazer segredo de que os sistemas tinham sido transportados", mais que isso, "um Iskander foi instalado propositadamente por baixo da zona de passagem de um satélite de reconhecimento norte-americano para conhecer melhor os métodos de trabalho desse aparelho".

    Já há muito tempo que têm soado declarações sobre a alegada ameaça russa para os países do Báltico e a Polônia, embora Moscou tenha reiterado repetidas vezes que a Rússia não vai atacar nenhum país da OTAN.

    De acordo com o chanceler russo Sergei Lavrov, a OTAN sabe perfeitamente que Moscou não faz planos de atacar qualquer outro país, mas aproveita o pretexto para instalar mais equipamentos e batalhões perto das fronteiras russas.

    Mais:

    Brigada de tanques dos EUA está quase na Polônia
    Polônia 'feliz' com aceleramento do envio de tropas dos EUA ao Báltico
    Polônia acusa Rússia de violar espaço aéreo usando drones
    Tags:
    agressão russa, exército, tropas, OTAN, Bronislaw Komorowski, Antoni Macierewicz, EUA, Polônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar