13:19 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Habitantes de Istambul deixam flores em frente à boate Reina, palco de um grande ataque terrorista neste primeiro dia de 2017

    Cidadã russa confirmada entre as vítimas do ataque em Istambul

    © REUTERS/ Huseyin Aldemir
    Europa
    URL curta
    664107

    O Consulado Geral da Rússia em Istambul confirmou a morte de pelo menos uma cidadã russa no ataque terrorista que vitimou dezenas de pessoas na cidade turca neste 1 de janeiro.

    De acordo com um funcionário do consulado, inicialmente, as autoridades acreditavam que a vítima em questão seria uma cidadã do Azerbaijão. No entanto, documentos encontrados posteriormente confirmaram sua nacionalidade russa.

    Na madrugada deste primeiro dia de 2017, um homem armado com um fuzil Kalashnikov abriu fogo contra uma multidão na famosa boate Reina, matando 39 pessoas e ferindo outras 69. Segundo o Ministério do Interior turco, há 16 estrangeiros entre as vítimas fatais. 

    Não há registro de nenhum brasileiro entre os mortos no atentado. No entanto, a jogadora de vôlei Thaísa Menezes, da seleção brasileira e do Eczacibasi Vitra, de Istambul, escapou por pouco da tragédia. A atleta e o seu marido, Guilherme Pallesi, planejavam passar a noite de Ano Novo na Reina. Mas Thaísa decidiu não ir na última hora, conforme relatou o próprio Guilherme em seu Twitter. 

    O responsável pelo ataque ainda não foi encontrado. A polícia acredita que ele tenha fugido se passando por um dos frequentadores da boate.

    Mais:

    Istambul é alvo de duas fortes explosões
    Tiroteio no aeroporto internacional de Istambul
    Tags:
    Eczacibasi Vitra, Guilherme Pallesi, Thaísa Menezes, Rússia, Brasil, Turquia, Istambul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik