15:55 16 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    1349
    Nos siga no

    Moscou tenciona desestabilizar de várias maneiras a situação na UE, declarou em uma entrevista à Frankfurter Allgemeinen Zeitung o atual presidente da Bulgária, Rosen Plevne Plevneliev.

    Do seu ponto de vista, "há muitos sinais" de que a Rússia supostamente financia partidos e mídia antieuropeus na Bulgária e em vários outros países, tentando assim "minar a UE por dentro".

    Plevneliev considera que a Rússia está perseguindo o mesmo objetivo que a União Soviética: "Fazer enfraquecer a Europa e difundir informações duvidosas sobre democracia e supremacia do direito."

    Conforme o político, citado pela Frankfurter Allgemeinen Zeitung, os cidadãos da União Europeia devem saber "o que está acontecendo" e a que se destina a "propaganda russa".

    O mandato presidencial de Plevneliev expira em janeiro. Em novembro as eleições presidenciais na Bulgária foram ganhas por Rumen Radev, um general e ex-comandante da Força Aérea búlgara, diversas mídias o chamam de candidato pró-russo.

    Não é a primeira vez que o Ocidente acusa Rússia de sua política agressiva em relação à Europa e de tentativas para influenciar a situação na região.

    Entretanto, Vladimir Putin, presidente da Rússia, na sua grande coletiva anual sublinhou que Moscou está interessada no desenvolvimento da cooperação com a União Europeia, já "a construção interna da Europa está fora da nossa agenda".

    Mais:

    'Crise de identidade leva a Europa a fazer acusações graves e infundadas à Rússia'
    Rússia vai fortalecer defesa espacial em resposta à defesa antimíssil dos EUA na Europa
    Lavrov: 'a tática da OTAN para conter a Rússia desestabiliza toda a Europa'
    Tags:
    influência, relações internacionais, propaganda, União Europeia, Vladimir Putin, Bulgária, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar