08:45 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Avião sequestrado, um Airbus A320 operado pela Afriqiyah Airways, depois de pousar no aeroporto de Luqa, em Malta

    Sequestradores do avião líbio exigem cancelar a constituição

    © AFP 2017/ Matthew Mirabelli
    Europa
    URL curta
    0 29401

    Os sequestradores do avião líbio libertaram parte dos passageiros. Agora eles, juntamente com o embaixador da Líbia Habib al-Amin, estão em um hotel perto do aeroporto, disse à Sputnik Árabe uma fonte da cidade líbia de Sabha.

    Neste momento a bordo se encontram cerca de 9 reféns, incluindo a tripulação. A fonte da Sputnik Árabe disse que no avião viajavam 3 deputados do Parlamento, 2 vice-ministros e um alto funcionário do Banco Central da Líbia. Alguns dos passageiros que permanecem a bordo se estão sentindo mal.

    Havia dois sequestradores, disse a fonte. Eles ameaçaram a tripulação e os passageiros com granadas de mão. De acordo com a fonte, um deles pertence à tribo Gaddafa e o outro à tribo Warfalla.

    Eles exigem do Governo de Reconciliação Nacional líbio para libertar o filho de Muammar Gaddafi, Saif al-Islam Gaddafi, o retorno do exterior de apoiantes de Gaddafi, pagar o salário às 80 mil pessoas que perderam seus empregos em 17 de fevereiro [de 2011, quando a guerra civil começou na Líbia], criar o partido político al-Fatih al-Jadid, libertar os prisioneiros membros do grupo al-Fatih das prisões, abolir a constituição, eliminar todas as estruturas políticas existentes da Líbia e impor a lei marcial.

    Mais:

    Bolívia culpa empresa e piloto por acidente com avião da Chapecoense
    Investigadores recomendam ampliar a busca de avião da Malaysia Airlines
    Tags:
    aeroporto, avião, reféns, sequestro, Sputnik, Muammar al-Gaddafi, Ahmed Gaddaf al-Dam al-Qaddafi, Líbia, Malta
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik