15:12 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Avião da companhia aérea Afriqiyah Airways

    Mídia: avião líbio sequestrado com 111 pessoas a bordo pousa em Malta

    Wikipedia
    Europa
    URL curta
    0 135442

    Sequestradores do avião líbio da companhia aérea Afriqiyah Airways, A320, que fez pouso forçado em Malta, resolveram soltar passageiros, informou o canal Sky News Arabia.

    Segundo escreveu o primeiro-ministro de Malta, Joseph Muscat, na sua página no Twitter, 109 do total de 111 passageiros foram libertados. A bordo da aeronave parmanecem apenas os sequestradores e tripulantes.

    Segundo o embaixador da Líbia em Malta, todos os passageiros do avião estão em segurança, não há feridos, informa o portal Afrigate News.

    A companhia aérea líbia, Afriqiyah, concedeu um avião para que os passageiros libertados possam voltar para casa, informou uma fonte do aeroporto de Tripoli à Sputnik. O avião está pronto para realizar decolagem do aeroporto de Mitiga para Tripoli. No momento, aguarda autorização do governo de Malta.

    Anteriormente Muscat informou que a aeronave tinha 111 passageiros a bordo: 82 homens, 28 mulheres e uma criança.

    Os sequestradores armados com granadas ameaçaram explodir o avião exigindo "libertar presos de prisões da Líbia". Como informou um representante do governo interino na Líbia, os piratas aéreos "exigiram um corredor seguro para retirada de militantes da cidade de Benghazi". Os sequestradores também requereram asilo em um dos países europeus, publicou a edição Ash-Shark al-Ausat no Twitter.

    Antes o site do jornal Times of Malta informou que, o avião capturado por pessoas desconhecidas, pousou em Malta.

    O sequestrador garante soltar todos os passageiros do avião caso suas exigências sejam cumpridas. Ele informou ser adepto do ex-primeiro-ministro da Líbia, Muammar Kadhafi.

    Antes Times of Malta informou que os militares das Forças Armadas maltesas tomaram posições no aeroporto perto da aeronave sequestrada. Eles estavam a algumas centenas de metros da aeronave e, até o momento, não realizaram nenhuma ação de ataque. Além disso, segundo os dados, os motores do avião ainda não foram desligados. As forças especiais de Malta estão negociando com o sequestrador, informou o ministro de Transporte da Líbia Milyad Maatuk.

    "As negociações com os dois sequestradores do avião deram início após o pouso no aeroporto de Malta para esclarecer suas reivindicações", informou o ministro à agência Anadolu.

    As imagens do canal TVM mostraram que dezenas de militares saíram de pelo menos três veículos, aproximando-se do avião.

    Times of Malta escreve que o avião estava realizando um voo interno da cidade líbia de Sabha até Tripoli. O TVM informou que a aeronave pousou às 11h32, horário local.

    Por sua vez, a Reuters informou que o piloto do avião confirmou o fato do sequestro durante a conversa com funcionários do aeroporto. O comandante da aeronave tentou pousar na Líbia, mas os sequestradores recusaram. O piloto informou sobre isso aos expedidores do aeroporto de Tripoli. Depois, o contato com o avião foi perdido.

    Mais:

    Bolívia culpa empresa e piloto por acidente com avião da Chapecoense
    Mais médicos estão chegando ao local do acidente de avião militar russo
    Três vítimas da queda do avião russo Il-18 na Yakútia estão em condição extremamente grave
    Tags:
    exigências, passageiros, sequestro, avião, negociações, Reuters, Muammar Kadhafi, Malta, Benghazi, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik