01:54 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    450
    Nos siga no

    O auditor geral da OTAN, Yves Shandelon, foi encontrado morto na cidade de Andenne, nas Ardenas da Bélgica. Ele cometeu suicídio, informou a promotoria da província de Namur à RIA Novosti.

    "A autópsia comprovou que foi suicídio. Uma carta de despedida foi encontrada perto do corpo do auditor", disse o representante da promotoria à RIA Novosti sem dar detalhes sobre o conteúdo da carta.

    Segundo o funcionário, o corpo de Shandelon foi encontrado na sexta-feira passada (16), já a autopsia foi feita na terça-feira (20).

    Conforme a informação do portal de Internet 7sur7, o cadáver do auditor geral da OTAN foi encontrado a 140 quilômetros do seu trabalho e a 100 quilômetros da cidade de Lens, onde ele morava.

    A mídia informou que três armas de fogo foram registradas no nome de Yves Shandelon, de 60 anos da idade. No entanto, perto do corpo, foi encontrada uma arma que não lhe pertencia. Essa arma foi usada no suicídio.

    Shandelone era responsável pelo combate ao financiamento do terrorismo. De acordo com pessoas próximas a ele, Yves Shandelon estava recebendo ligações "estranhas", acrescentou 7sur7.

    Mais:

    'OTAN não deve ameaçar a Rússia: Guerra Fria acabou há muito tempo!'
    Por que porta-aviões russo Admiral Kuznetsov é melhor que os rivais da OTAN? (VÍDEO)
    OTAN: 'Estamos alarmados com recurso excessivo a exercícios inesperados pela Rússia'
    Caças da OTAN continuam voos de treino sobre a Estônia
    Representante dos EUA na OTAN: 'Não acredito que a Rússia planeje atacar a Aliança'
    Tags:
    chamada, despedida, carta, corpo, suicídio, morte, OTAN, Namur, Bélgica, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar