09:41 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Clérigo turco muçulmano Fethullah Gulen, líder do movimento que estaria por trás da morte do embaixador russo na Turquia

    Assessor de Erdogan: morte de embaixador foi para impedir encontro sobre Síria em Moscou

    © AP Photo / Selahattin Sevi, File
    Europa
    URL curta
    Embaixador russo assassinado na Turquia (48)
    10172

    O principal assessor de Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia, acusou o Ocidente de planejar o ataque ao embaixador russo Andrei Karlov, assassinado nesta segunda-feira, em Ancara, para sabotar o importante encontro programado para amanhã, em Moscou, sobre a crise síria.

    Em entrevista à Sputnik, Ilnur Cevik disse que o fortalecimento das relações entre russos e turcos, como visto nos esforços conjuntos para ajudar a população de Aleppo, provocou a raiva de países como Estados Unidos e Alemanha, que teriam decidido agir através do movimento do clérigo Fethullah Gulen para romper essa aliança e minar as negociações desta terça-feira entre os ministros de Defesa e Relações Exteriores de Rússia, Turquia e Irã. 

    "Nós vamos ver a conexão entre o encontro de amanhã e esse assassinato. Essa reunião trilateral foi criada para e tem perspectivas de resolver a crise síria", afirmou Cevik.

    Para o assessor do presidente turco, era inevitável que o Ocidente tentasse sabotar essas relações, vistas como uma ameaça aos seus interesses.

    "É triste que eles tenham usado um policial afiliado à organização terrorista de Fethullah Gulen para matar o embaixador. Essa organização também esteve por trás da queda do jato russo, que prejudicou nossas relações."

    De acordo com Cevik, os EUA já demostraram irritação com o sucesso da cooperação entre Moscou e Ancara na Síria, e estariam dispostos a sabotar as relações russo-turcas em todas as áreas.

    "Eles (americanos) veem isso como uma grande aliança que irá prejudicar os interesses ocidentais. Os americanos têm destacado recentemente que a cooperação russo-turca na Síria tem marginalizado Washington, e eles vêm criticando sua própria administração", acrescentou. 

    Tema:
    Embaixador russo assassinado na Turquia (48)

    Mais:

    Conselho de Segurança da ONU condena assassinato do embaixador russo na Turquia
    Moscou se manifesta sobre segurança de seus cidadãos na Turquia
    Putin condecora embaixador russo assassinado na Turquia
    'A diplomacia não pode se acovardar': Roberto Abdenur comenta morte de embaixador russo
    'Embaixador russo exercia papel importante na normalização das relações com Turquia'
    Tags:
    Andrei Karlov, Ilnur Cevik, Fethullah Gulen, Washington, Moscou, Ancara, Irã, Alemanha, Turquia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar