18:06 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    3 0 0
    Nos siga no

    O governo da Grã-Bretanha buscará o máximo acesso possível ao mercado comum da União Europeia para manter a habilidade de vender seus produtos aos países do bloco, segundo afirmou hoje o ministro do Brexit, David Davis.

    No último dia 9, Davis teria dito que o Reino Unido dificilmente conseguiria manter certas vantagens no continente devido à relutância da UE em comprometer a liberdade de movimento, a qual o país pretende restringir. No entanto, ele destacou ver com bons olhos a possibilidade de assinatura de acordos parecidos com o estabelecido com o Canadá

    "O que importa é o acesso, a habilidade de vender nossas mercadorias e serviços", declarou o ministro, explicando que isso muitas vezes é confundido com adesão. 

    Em junho, os britânicos votaram em referendo pela saída do Reino Unido da União Europeia, dando início logo em seguida a conversas informais sobre a melhor forma de abandonar o bloco. Nesta quarta-feira, mais cedo, David Davis informou que o plano oficial de saída da UE deverá ser enviado pelo governo ao parlamento apenas depois de fevereiro. 

     

    Mais:

    Suprema Corte britânica analisa recurso do governo sobre Brexit
    Partidários do Brexit cobram do parlamento britânico agilidade no processo de saída da UE
    Reino Unido investe quase US$ 20 bilhões para melhorar economia depois do Brexit
    Tags:
    Brexit, União Europeia, David Davis, Grã-Bretanha, Europa, Reino Unido, Canadá
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar