00:45 22 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Na foto: Norbert Hofer, candidato à presidência da Áustria, em um discurso de 2 de dezembro de 2016

    Extrema-direita da Áustria pode acalmar Rússia e EUA?

    © AFP 2019 / JOE KLAMAR
    Europa
    URL curta
    142
    Nos siga no

    Se Norbert Hofer, do Freiheitspartie von Oesterreich (Partido da Liberdade da Áustria), vencer as eleições presidenciais de hoje, a Rússia e os EUA podem deixar as reminiscências da Guerra Fria de lado, disse o líder do partido, Heinz-Christian Strache.

    Strache disse isso em uma entrevista à Sputnik Alemanha.

    O político austríaco elogiou a cobertura internacional da corrida eleitoral no seu país. Ele gostou especialmente da comparação do seu candidato com o norte-americano Trump, já eleito presidente.

    "Neste sentido, nós podemos concluir que o presidente eleito dos EUA, que nós respeitamos profundamente, possa cooperar eficientemente com o [eventual novo] presidente da Áustria", disse Strache.

    "Assinalando o ressuscitar da neutralidade da Áustria, Hofer pode convidar Donald Trump e Vladimir Putin a Viena para que Moscou e Washington possam restabelecer de novo suas relações e começar se deslocando da Guerra Fria para a cooperação completa e o desenvolvimento pacífico", destacou o líder do partido.

    Comentando a suposta vertente nacionalista do seu partido, Heinz-Christian Strache ressaltou que a atual União Europeia tem um problema com as línguas e culturas nacionais dos países que a integram. Na entrevista, ele apresentou a sua ideia para uma reforma europeia:

    "Aqueles que amam a Europa deveriam criticar as suas falhas para que ela se possa desenvolver num sentido que seja mais próximo da população. Esta deve ser uma Europa onde as pessoas sejam capazes de admirar a diversidade linguística e cultural e onde elas se possam tratar mutuamente com respeito."

    Nas eleições gerais de 2013, a FPO foi a terceira força com 20,5%. Aquelas eleições foram vencidas pelo Partido Social-Democrático (26,8%), o segundo lugar foi ocupado pelo Partido Popular da Áustria (24%).

    Em abril do ano em curso, a Áustria teve a primeira rodada das presidenciais, com Norbert Hofer (FPO) e Alexander Van der Bellen (Verdes). Mas os votos (35% de Hofer e 22% de Van der Bellen) foram insuficientes, o que provocou uma segunda rodada, em maio. Aquela votação mostrou a vantagem (apertada) de Van der Bellen, mas o resultado foi anulado por causa de suposta fraude.

    Mais:

    Lavrov destaca falta de provas da suposta interferência russa nas eleições dos EUA
    Trump retalia Clinton pela recontagem de votos e diz que 3 estados fraudaram eleições
    Grande mídia dos EUA dirigiu cobertura das eleições e planeja impor censura ao Google
    Tags:
    eleições, Donald Trump, Alexander Van der Bellen, Norbert Hofer, Áustria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar