08:04 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Primeira-ministra da Grã-Bretanha Theresa May

    Theresa May pede para manter pressão sobre a Rússia devido à Síria

    © REUTERS / Peter Nicholls
    Europa
    URL curta
    336

    A premiê britânica Theresa May pediu à comunidade internacional para continuar exercendo pressão sobre a Rússia devido às suas ações na Síria.

    "Devemos seguir pressionando a Rússia, tendo em conta sua autoconfiança crescente", declarou May durante uma coletiva de imprensa conjunta com a sua homóloga polonesa Beata Szydlo.

    Em 30 de setembro de 2015, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, a Rússia iniciou ataques aéreos contra alvos terroristas na Síria.

    Desde então, vários representantes dos países ocidentais e os EUA, bem como diversas organizações de defesa dos direitos humanos, inclusive a Amnesty International, declaram regularmente que os russos, junto com as tropas de Assad, cometem crimes militares, bombardeiam a oposição armada e prédios da infraestrutura civil.

    Em outubro, o secretário de Estado dos EUA John Kerry e o chanceler britânico Boris Johnson advertiram que a Rússia poderá enfrentar novas medidas restritivas pelo alegado bombardeio de civis na cidade síria de Aleppo.

    Mais:

    Premiê britânica propõe negociações sobre Malvinas para Argentina
    Theresa May: Brexit terá início antes das eleições parlamentares na Alemanha
    May: Relações entre Rússia e Grã-Bretanha não estão normalizadas
    Tags:
    medidas, tropas, terroristas, confiança, pressão, Bashar Assad, Boris Johnson, John Kerry, Theresa May, EUA, Aleppo, Síria, Rússia, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik