16:43 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Um policial mantém vigilância em frente à prefeitura após dois assaltantes tomarem cinco reféns na igreja de Saint-Etienne-du -Rouvray, na Normandia, França, 26 de julho de 2016.

    'Segurança da Europa é impossível sem Moscou'

    © REUTERS/ Pascal Rossignol
    Europa
    URL curta
    92601230

    A União Europeia e a Rússia devem manter relações especiais, já que na Europa é impossível construir segurança sem a participação de Moscou, considera o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

    "Eu gostaria de possuir com a Rússia um acordo além do habitual, pois a Europa não dispõe de uma estrutura de segurança sem a atuação da Rússia", disse em entrevista ao canal Euronews.

    Juncker acrescentou, que, até o momento atual, não viu argumentos plausíveis para anular as sanções antirrussas.

    "Gostaria de manter discussões equitativas com a Rússia", sublinhou o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

    Ele frisou que o presidente dos EUA, Barack Obama, cometeu "um grande erro" ao se referir à Rússia como potência regional, pois, segundo ele, o país deve ser tratado "como um grande órgão e uma nação orgulhosa". Segundo Juncker, a UE ainda tem muita coisa para aprender sobre a Rússia, conhecer sua "complexidade".

    As relações entre Moscou e o Ocidente se agravaram devido ao conflito interno na Ucrânia e a adesão da Crimeia à Rússia. Os EUA, a UE e outros países aprovaram pacotes de sanções contra a Rússia, que, em resposta, introduziu contra sanções.

    Mais:

    Juncker chamou de 'horríveis' as promessas pré-eleitorais de Trump
    Turquia ameaça abrir fronteiras da Europa para refugiados
    Restrições contra mídia russa: Europa enfrenta pânico após eleição de Trump
    Tags:
    segurança, Comissão Europeia, Barack Obama, Jean-Claude Juncker, Rússia, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik