19:42 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Sistemas de mísseis antiaéreos S-300

    Apesar de cooperar com OTAN, Turquia não recusa armamento russo

    © Sputnik / Ramil Sitdikov
    Europa
    URL curta
    8132
    Nos siga no

    Segundo o secretário-geral da OTAN Jens Stoltenberg, a Turquia não vai fazer nada, sob pretexto nenhum, que possa destruir a unidade da OTAN. No entanto, conforme opiniões de especialistas militares turcos, a Turquia é um país soberano e independente e pode decidir por si mesma quando e com quem cooperar.

    A Turquia está interessada na compra de armamento russo não porque é compatível com o armamento da OTAN, mas porque é seguro e de alta precisão. Sobre isso falou o antigo comandante de uma base aérea turca e da Agência Aeronáutica da Turquia, atualmente presidente da Associação de Oficiais Aposentados da Turquia, tenente-general aposentado da Força Aérea Erdogan Karakus em entrevista à Sputnik Turquia.

    "Há alguns membros da OTAN que estão extremamente insatisfeitos com o desenvolvimento das relações russo-turcas. Depois de superada a crise nas relações russo-turcas, alguns países da Aliança Atlântica chamaram a Turquia de "aliado desobediente" e ameaçaram parar todos seus contatos políticos e militares. Além do estabelecimento das relações russo-turcas, um papel importante no aumento da tensão entre a Turquia e a OTAN foi desempenhada pela recente cessação das conversações intercomunais cipriotas. Quanto à compra de armamento russo seguro e de alta precisão, é óbvio que a Turquia está interessada nele e está atualmente negociando a compra de sistemas de mísseis antiaéreos russos como o S-300 e o S-400. A Turquia pretende comprar armamentos russos com seus recursos próprios e de acordo com seus próprios interesses nacionais. Portanto, a ingerência da OTAN nas ações da Turquia, que ela realiza segundo seus próprios interesses, é inaceitável", disse.

    Mais:

    Dezenas de milhares de pessoas presas na Turquia após tentativa de golpe
    Turquia acusa líder de curdos sírios de atentado em Ancara
    Turquia pede à OTAN zona de exclusão aérea no Curdistão sírio
    Parlamento Europeu planeja 'frear' adesão da Turquia à UE
    Turquia coordena operação em Al-Bab com Rússia e EUA
    Turquia está negociando com Rússia compra de S-400
    Tags:
    compra, relações bilaterais, cooperação, armamentos, S-400, S-300, OTAN, Erdogan Karakus, Jens Stoltenberg, Turquia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar