05:58 24 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Emmanuel Macron

    Ex-ministro da Economia, Emmanuel Macron lança candidatura à presidência na França

    © REUTERS / JACKY NAEGELEN
    Europa
    URL curta
    110
    Nos siga no

    Cenário eleitoral para disputa em 2017 se embola ainda mais e complica vida do presidente atual, François Hollande.

    Ex-ministro da economia na França, Emmanuel Macron confirmou hoje que será candidato à presidência do País em 2017. Macron lançou a candidatura em Bobigny, subúrbio de Paris, depois de dar indicativos de sua intenção em concorrer ao cargo em várias ocasiões. O ex-ministro deixou o governo do socialista François Hollande em agosto e desde então, prepara terreno para viabilizar a corrida eleitoral.

    “Eu vi […] o vazio do nosso sistema político que impede a maioria de ideias sob o pretexto que estas fragilizam os aparelhos, os partidos tradicionais, os interesses adquiridos, e que não defendem o interesse geral, mas os seus próprios. Eu estou pronto, é por isso que sou candidato à presidência. A França deixou o caminho para o progresso. A França está bloqueada", afirmou Macron.

    Concorrendo ao cargo como independente, Macron bagunça ainda mais a disputa presidencial, marcada para abril e maio. Enquanto Hollande tentará a reeleição — mesmo com baixos índices de aprovação dos cidadãos franceses — nomes como os da presidente da Frente Nacional, a direitista Marine Le Pen já despontam como complicadores no caminho do atual presidente.

    De acordo com o Financial Times, pesquisas de opinião mostram que Macron pode obter entre 14 e 18% dos votos válidos.

    Mais:

    Hollande, o presidente mais impopular da França?
    Candidato à presidente da França defende aliança com a Rússia para ajudar Assad
    Último líder do movimento separatista basco ETA é preso na França
    'Estado de emergência não diminuiu ataques terroristas na França', diz especialista
    Tags:
    Frente Nacional, Emmanuel Macron, Marine Le Pen, François Hollande, Bobigny, França, Paris
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar