21:44 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Apresentação do Eagles of Death Metal em Bruxelas, na Bélgica, em fevereiro de 2016

    Bataclan nega entrada de músicos do Eagles of Death Metal

    © AFP 2019 / Jonas Roosens / BELGA
    Europa
    URL curta
    Atentados de 13 de novembro na França: um ano de estado de emergência (10)
    231

    A casa de espetáculos Bataclan, em Paris, negou nesta noite a entrada de dois músicos da banda americana Eagles of Death Metal no show de homenagem do cantor inglês Sting às 90 vítimas dos atentados terroristas realizados há um ano no local.

    O Eagles of Death Metal é o grupo que se apresentava no Bataclan no dia do ataque, reivindicado pelos terroristas do Daesh (Estado Islâmico), 13 de novembro de 2015. Em março deste ano, o vocalista Jesse Hughes causou grande mal-estar ao sugerir que funcionários muçulmanos da casa de shows estariam envolvidos no atentado. 

    "Eles vieram e eu os mandei embora. Há coisas que não podemos perdoar", disse um dos diretores do Bataclan, Jules Frutos, enquanto Sting cantava de forma emocionada no palco. Hughes foi um dos impedidos de entrar no estabelecimento, segundo a AFP.

    Os ataques de novembro de 2015 consistiram em fuzilamentos em massa, explosões e atos suicidas realizados não apenas na capital, mas também na comuna de Saint-Denis. Ao todo, 137 pessoas morreram (incluindo sete terroristas) e mais de 350 ficaram feridas. 

    Tema:
    Atentados de 13 de novembro na França: um ano de estado de emergência (10)
    Tags:
    terrorismo, ataque, Bataclan, Eagles of Death Metal, Daesh, Jesse Hughes, Inglaterra, EUA, Saint-Denis, Paris, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar