14:59 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Sala de shows Bataclan, Paris

    Sting reabre Bataclan um ano após o massacre terrorista em Paris

    © AFP 2019 / FRANCOIS GUILLOT
    Europa
    URL curta
    Atentados de 13 de novembro na França: um ano de estado de emergência (10)
    1 0 0

    O astro do rock Sting vai reabrir neste sábado (12) o Bataclan, a sala de concertos de Paris onde jihadistas do Daesh (autodenominado Estado Islâmico) massacraram 90 pessoas um ano atrás, com um show extremamente simbólico para marcar o primeiro aniversário do mais sangrento ataque terrorista em solo francês.

    Dezenas de sobreviventes do atentado no Bataclan – o pior da série de ataques que deixou mais de 140 mortos em toda a cidade – irão assistir ao concerto, que será o principal evento em um fim de semana cheio de outras “comemorações” mais discretas.

    ​Os ataques do Daesh em Paris aconteceram na sexta-feira, 13 de novembro de 2015.

    Neste sábado, o primeiro-ministro francês Manuel Valls prometeu que o "terrorismo islâmico" seria derrotado de uma vez por todas.

    "O terrorismo nos atingirá de novo", alertou Valls em um comunicado. "Mas temos em nós todos os recursos para resistir e toda a força para vencê-lo", acrescentou o premiê.

    No domingo (13), o presidente francês François Hollande e a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, vão revelar placas em homenagem às vítimas do lado de fora do Bataclan, no estádio nacional onde começou a carnificina, e nos bares e restaurantes atacados durante a noite de terror.

    Um ano após o massacre, nove pessoas das cerca de 400 feridas nos ataques ainda estão no hospital.

    Os ingressos para o concerto de Sting esgotaram poucos minutos depois de começarem as vendas na terça-feira (8) passada.

    Tema:
    Atentados de 13 de novembro na França: um ano de estado de emergência (10)

    Mais:

    Terrorista responsável por ataques em Paris acusa deputado de violar sua vida privada
    Suspeitos de planejar novos ataques terroristas em Paris são presos na França
    Ministro confirma morte do terrorista que preparou ataques em Paris
    Ataques em Paris: Como o Estado Islâmico escolheu os alvos
    Ataques terroristas deixaram mais de 140 mortos em Paris
    Tags:
    um ano, show, ataques terroristas, concerto, atentados, massacre, Bataclan, Daesh, Estado Islâmico, Sting, Manuel Valls, François Hollande, França, Paris
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar