16:21 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Praga, capital da República Tcheca

    Presidente da República Tcheca pode organizar cúpula Trump-Putin

    © Sputnik / Natalia Seliverstova
    Europa
    URL curta
    5121
    Nos siga no

    O presidente Milos Zeman convidou Donald Trump a visitar a República Tcheca, seguidamente o ex-embaixador tcheco nos EUA e na Rússia Petr Kolar supôs que a cimeira entre Putin e Trump poderá ter lugar em Praga.

    Zeman poderá ser um mediador entre a Rússia e os EUA, pensa o cientista político, antigo senador e vice-ministro da justiça, Jiri Vyvadil.

    "Se Milos Zeman conseguisse organizar uma cúpula entre Vladimir Putin e Donald Trump, isso seria excelente! Não acho que esta ideia seja impossível de realizar. A personalidade de Zeman como mediador nas relações entre a Rússia e os EUA é aceitável devido a muitas razões. Moscou pensa que esta ideia vale a pena e aprecia que o líder tcheco mantenha relações ponderadas com a Rússia. Ele demostrou isso repetidamente, nomeadamente quando aceitou o convite para visitar Moscou para a comemoração dos 70 anos do Dia da Vitória", disse Vyvadil à Sputnik República Tcheca.

    Ele apontou que a biografia de Trump está ligada à República Tcheca e isso também desempenha um papel importante.

    "A primeira esposa de Trump era a modelo tcheca, Ivana Trumpova, e a filha deles, Ivanka, participou ativamente na campanha eleitoral de seu pai. A República Tcheca não é um país estranho para o novo presidente americano", pensa Vyvadil.

    "É verdade que há desilusão dentro do establishment tcheco, e sua atitude em relação a Trump é negativa. Ele é considerado um populista, o que é um ponto de vista muito superficia", indicou Vyvadil.

    Em sua opinião, eleição de Trump pode mudar completamente a situação atual na arena mundial.

    "Penso que seremos testemunhas de uma nova época nas relações internacionais. Ela será marcada pela melhoria nas relações entre a Rússia e os EUA. O presidente Putin e o presidente eleito Trump conseguirão chegar a acordo de modo pacífico sobre a política no Próximo Oriente e na Europa. Estou seguro que Trump quer ter boas relações com Rússia. Na realidade, ele foi muito corajoso quando declarou isso algumas vezes durante a sua campanha eleitoral. 'Corajoso' porque Clinton naquele momento brandia o nome de ‘Putin’ como uma bomba. Acho que um dos primeiros passos prioritários do novo presidente dos EUA será a normalização ou até mesmo o estabelecimento das boas relações com a Rússia", concluiu Vyvadil.

    Mais:

    República Tcheca pode sair da OTAN devido a 'política idiota'
    Por que drones dos EUA são perigosos para República Tcheca
    Paranoia dos EUA: Putin usa Trump para 'inflamar' revolução colorida nos Estados Unidos
    Putin suspende acordo sobre plutônio com os EUA
    Tags:
    cimeira, convite, relações internacionais, cimeira, Donald Trump, Milos Zeman, Vladimir Putin, Estados Unidos, Praga, República Tcheca, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar