12:20 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    052
    Nos siga no

    A contraespionagem alemã descobriu que nas Forças Armadas do país prestam serviço 20 islamistas. Mais 60 funcionários estão sob suspeita.

    Policiais alemães
    © AFP 2021 / Julian Stratenschulte/dpa
    A informação foi divulgada pelo jornal Berliner Morgenpost, com referência ao serviço militar da Alemanha.

    As verificações foram iniciadas após os atentados em Paris e Bruxelas, observa o jornal.

    Os recrutadores do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia) estão interessados em que os seus agentes passaram por um curso intensivo de treinamento militar. Como nota a edição, já nas primeiras etapas da instrução militar, os soldados aprendem a prestar socorro, a se orientar no terreno e a lidar com armas.

    Como contramedida à entrada de extremistas nas fileiras dos militares, a ministra da Defesa alemã apresentou um projeto da lei que pressupõe uma rigorosa verificação dos recrutas. A lei entrará em vigor em 2017. Anteriormente, apenas os soldados em operações eram sujeitos à verificação.

    Mais:

    Abraços a soldados: como presidente do Afeganistão combate o terrorismo
    Terrorismo pode ser resultado da política dos EUA
    Coordenador da UE para terrorismo alerta para o uso de armas químicas na Europa
    Tags:
    Alemanha, Europa, Daesh, terroristas, militares
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar