05:46 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Militares britânicos em Vilnius, Lituânia

    Não há pista russa: revelados detalhes da briga de militares britânicos em Riga

    © AP Photo/ Mindaugas Kulbis
    Europa
    URL curta
    111735240

    A briga com a participação de militares britânicos que teve lugar no McDonald’s em Riga, foi provocada pelos próprios militares, disse o pai de um dos envolvidos no incidente ao portal Ism.lv.

    De acordo com os dados de mídia letã, dois soldados britânicos estavam sentados no McDonalds quando foram alegadamente atacados por pessoas não identificadas.

    No entanto, um morador local,  Edmund Ayzkalns, disse que seu filho Axel, de 23 anos de idade, que trabalha como administrador em uma empresa jurídica, recebeu um golpe na cabeça de um dos militares britânicos. Agora o jovem está no hospital esperando uma intervenção cirúrgica.

    De acordo com Ayzkalns, a briga foi iniciada pelos militares.

    "A provocação foi 100% causada pelos britânicos", disse ele.

    Ele desmentiu suposições avançadas anteriormente na mídia britânica de que o incidente teria sido filmado por uma "turma de filmagem" que antecipadamente "estava esperando no local".

    "Não houve nenhuma turma de filmagem, mas, é lógico, as pessoas estavam filmando com câmeras de celulares. Acho que daqui a mais dois ou três dias e o vídeo vai aparecer na Internet, e as pessoas vão ver o que aconteceu mesmo", disse Ayzkalns.

    Além disso, o Exército britânico, segundo o The Telegraph, viu neste incidente uma "conspiração russa" para denegrir os militares.

    Não é a primeira vez que soldados britânicos se encontram no centro de controvérsias em Riga. Em junho, um soldado bêbado foi visto dançando em cima de um táxi, um outro tentou fazer-lhe companhia, outros dois filmaram a "cena" com seu celular. Os vândalos amassaram o capô do carro, o teto e a porta do motorista.

    Mais:

    Mídia: lituanos ensinam militares britânicos a combater 'propaganda russa'
    Tags:
    detalhes, militares, briga, escândalo, The Telegraph, McDonald's, Letônia, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik