05:45 28 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    020
    Nos siga no

    A WikiLeaks não recorreu a ajuda da Rússia para o vazamento de matérias secretos, disse o ex-embaixador britânico no Uzbequistão e amigo próximo de Julian Assange, Craig Murray, em entrevista à Sputnik Internacional.

    Murray visitou recentemente o seu amigo na embaixada do Equador e teve uma conversa com ele.

    Segundo o ex-diplomata britânico, é absurdo considerar que a WikiLeaks seja agente do governo russo.

    "A WikiLeaks nunca publicou quaisquer materiais obtidos do governo russo ou de algum responsável do governo russo. É uma mentira completa inventada para desviar atenção do conteúdo dos documentos", disse Murray. "A fonte destes e-mails, destes vazamentos, não tem a ver com a Rússia. Descobri a fonte quando visitei Washington dois meses atrás para presidir ao Prêmio de Sam Adams que é atribuído a informadores. A fonte destes e-mails está nos círculos oficiais em Washington. Deve dar uma olhada em Washington e não em Moscou para conhecer a fonte destes e-mails."

    O ex-embaixador afirmou que, na opinião dele, não há uma democracia real nos EUA. Além disso, as ações de Clinton, Obama e de todo o establishment norte-americano em relação à propaganda antirrussa são muito perigosas. A Rússia não é o inimigo dos EUA ou do Reino Unido, afirmou Murray em entrevista à Sputnik Internacional.

    "Não há chance nenhuma de que a Rússia alguma vez vá atacar os EUA, isso simplesmente não acontecerá, tal como a Rússia não vai atacar o Reino Unido, e por uma estranha razão qualquer a mídia enlouquece quando navios russos passam a caminho do Mediterrâneo", disse.

    Na visão de Murray, tudo isso tem a ver com o poder, riqueza e financiamentos que os EUA querem gastar na indústria de defesa e segurança e na indústria de armamentos.

    Mais:

    WikiLeaks revela que Obama mentiu sobre escândalo dos e-mails de Hillary Clinton
    Ex-embaixador dos EUA em Moscou: WikiLeaks é 'agente internacional' apoiado por Rússia
    WikiLeaks: 'Nos Estados Unidos não há eleições'
    Tags:
    Rússia, Reino Unido, Julian Assange, WikiLeaks, informações, inimigo, propaganda
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar