17:14 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    1517
    Nos siga no

    Cinco homens estupraram uma jovem etíope enquanto a polícia francesa e outros “voluntários” do país desmantelavam por completo o campo de refugiados de Calais, conhecido como "A Selva", segundo relata nesta quinta-feira o jornal The Daily Mail.

    A vítima, que, segundo a publicação, foi examinada por um médico forense, teve dificuldades para explicar o ataque que sofreu na terça-feira, porque só falava sua língua materna. Ela permanecerá alojada em Calais até encontrar um tradutor.

    Suspeita-se que os envolvidos no crime fugiram para Paris junto com centenas de pessoas deslocadas na sequência da destruição do campo, que chegou a ter 10.000 habitantes temporários.

    Durante seu tempo de existência, “A Selva” se tornou famosa pela ocorrência de vários crimes violentos, muitos dos quais incluíram agressões sexuais.


    Mais:

    França: polícia e imigrantes entram em confronto perto do Porto de Calais
    França: porto de Calais é fechado após invasão de imigrantes
    Milhares de refugiados são evacuados da 'selva' de Calais no primeiro dia de desocupação
    Tags:
    campo de refugiados, estupro coletivo, mulher, Calais, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar