10:04 15 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    1638
    Nos siga no

    A primeira-ministra da Escócia e chefe do Partido Nacional Escocês (SNP, na sigla em inglês) Nicola Sturgeon condenou as ações do regime de Bashar Assad e da Rússia na Síria, dizendo que elas provocam náuseas.

    "É impossível não sentir profunda emoção e raiva vendo as cena horríveis em Aleppo. Lá matam e ferem impunemente crianças inocentes. A barbaridade do regime de Assad e as ações da Rússia dão nojo. Nós condenamo-los incondicionalmente", disse Sturgeon, discursando no final da conferência do SNP em Glasgow.

    Extremistas dos grupos terroristas, que estão bloqueados no bairro oriental de Aleppo, atacam quase diariamente com morteiros a parte ocidental da cidade. A intensidade dos ataques aumenta nos dias em que o exército sírio realiza ofensivas.

    Nos últimos meses, a situação em Aleppo se agravou ao extremo. Os EUA acusaram as autoridades sírias e a Rússia de bombardear civis e a oposição armada. Damasco e Moscou insistem em que atacam apenas os terroristas e acusam Washington de incapacidade de separar a "oposição moderada" dos terroristas.

    Mais:

    Lavrov e Kerry podem ressuscitar o cessar-fogo na Síria?
    Cerca de 800 povoações sírias aderem ao cessar-fogo graças à Rússia
    'Cessar-fogo na Síria nunca será aplicado ao Daesh', diz chanceler russo
    Tags:
    críticas, Nicola Sturgeon, Síria, Escócia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar