01:37 21 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente francês François Hollande e presidente dos EUA Barack Obama durante a cúpula G7. 8 de junho, 2015

    'Parece que a França copia e cola a política externa dos EUA em relação à Rússia'

    © AP Photo / Carolyn Kaster
    Europa
    URL curta
    45192

    As relações entre Paris e Moscou estão ao nível mais baixo dos últimos 25 anos porque o presidente francês François Hollande imita a política norte-americana, disseram ao canal de televisão RT os políticos franceses Valérie Boyer e Thierry Mariani.

    "Pergunto-me se a França tem a sua própria política externa. Tenho a impressão que somos somente uma seção adicional do Departamento de Estado norte-americano e que a política externa francesa é feita a copiar e colar o padrão beligerante dos EUA", disse Mariani.

    O presidente da França, François Hollande, sai da sua residência de trabalho em Paris no dia 24 de março
    © AFP 2018 / THOMAS SAMSON
    Além disso, Mariani acrescentou que as relações entre a Rússia e a França nunca foram tão tensas como agora nos últimos 25 anos. O político notou também que isso era um importante ponto de partida na tradição estabelecida pelo general Charles de Gaulle.

    "Penso que a política norte-americana que apoiamos está nos levando a uma catástrofe", lamentou ele.

    Valérie Boyer, do Partido Republicano, afirmou que o Hollande decidiu não se reunir com Putin por causa de pressão de Washington.

    "Hollande sempre olha para os EUA e não tenta compreender o que realmente é do interesse da Europa ou da Rússia. Isso tem sido uma constante da diplomacia francesa desde que Hollande chegou ao poder. No que diz respeito à França, o país não tem autonomia", disse o político.

    Boyer descreveu a Rússia como "um amigo e aliado" da França.

    "A atitude francesa em relação à Rússia choca-me. A França, bem como toda a Europa, não está interessada em que as relações diplomáticas com a Rússia sejam tão tensas", acrescentou. "Penso que tentar restaurar a Guerra Fria entre a Rússia e a Europa é estúpido", disse.

    A visita de Putin a Paris, acordada em 6 de outubro em Moscou pelo ministro russo das Relações Exteriores Sergei Lavrov e pelo homólogo francês Jean-Marc Ayrault, deveria ter lugar em 19 de outubro próximo, para discutir a situação na Síria e na Ucrânia.

    No domingo (9), François Hollande expressou incerteza quanto à eficácia do encontro bilateral.

    Na terça-feira (11), o presidente russo Vladimir Putin anunciou a decisão de cancelar a visita.

    Mais:

    França e Alemanha pretendem criar esquadrilha militar conjunta
    Centenas de pessoas protestam na França contra criação de novo centro de refugiados
    Bombardeiros russos interceptados pela França geram pânico na mídia ocidental
    Tags:
    tensão política, política externa, relações bilaterais, visita, EUA, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik