13:33 18 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Construção do gasoduto Corrente Turca

    Opinião: Acordo sobre gasoduto Corrente Turca é nova derrota para os EUA

    © Foto: turkstream.info
    Europa
    URL curta
    20231

    O acordo celebrado entre os governos da Turquia e da Rússia sobre a realização do projeto Turkish Stream (Corrente Turca) se tornou uma nova derrota para os EUA no palco internacional, escreve a edição alemã Deutsche Wirtschafts Nachrichten.

    A capacidade da tubulagem, que pode alcançar 63 mil milhões de metros cúbicos por ano, vai permitir que a Turquia se torne um importante "hub de gás", após que a cota-parte do gás russo no mercado energético europeu ia aumentar significativamente. A construção do gasoduto vai sinalizar o início da integração entre Moscou, Ancara e UE e vai formar a base para um espaço econômico que os EUA não conseguirão controlar, sublinha o ator do artigo.

    Nos últimos tempos, os EUA têm tentado impedir a realização deste projeto, embora sem sucesso. Primeiro, o Turkish Stream acabará com os planos econômicos de Washington, que intentava concorrer com os russos vendendo gás de xisto para a Europa. Segundo, a Ucrânia, que Washington queria utilizar para controlar o funcionamento de gasodutos russos, se tornará inútil, acrescenta a DWN.

    Segundo a DWN, os países que estão realizando uma política independente vão beneficiar com a construção do novo gasoduto, enquanto ele criará problemas para aqueles que estão apoiando a visão pró-americana.

    ​Por exemplo, a Hungria e a Grécia já começaram a cooperar com a Rússia no âmbito do novo projeto, aspirando assim a reforçar as suas posições na União Europeia. Já a Polônia está se manifestando contra o novo gasoduto porque, no caso da sua construção, o seu território não será considerado como rota alternativa ao fornecimentos de gás russo.

    Mais:

    Primeiro trecho do gasoduto Corrente Turca poderá ser finalizado já em 2019
    Euro-nervos: Corrente Turca pode fortalecer posições russas
    Tags:
    gás de xisto, projeto, gasoduto, construção, opinião, política, Corrente Turca, Turquia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik