12:59 29 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    9193
    Nos siga no

    A Ucrânia será um grande problema para o novo presidente dos EUA, que precisará de enfrentar um vasto leque de problemas não solucionados.

    Eis a opinião exposta na revista Foreign Policy.

    Mark Pfeifle, ex-assessor de segurança nacional dos EUA, compara esses problemas a panelas de pressão, uma das quais é a Ucrânia.

    Segundo ele, os problemas deste país são uma combinação de "subornos, roubos, corrupção oficial e até assassinatos".

    Pfeifle acusa o presidente Barack Obama e o vice-presidente Joe Biden de não terem uma postura rigorosa quanto à "agressão russa".

    De acordo com ele, as políticas seguidas por Obama não funcionaram e a panela de pressão ucraniana poderá explodir, causando a pior crise entre a Rússia e os EUA desde o período da Guerra Fria.

    Ao mesmo tempo, os ucranianos se preocupam muito mais com a corrupção no seu próprio país do que com a "agressão russa".

    A Ucrânia continua sendo um país de cleptocracia (literalmente – "Estado governado por ladrões"), apesar de numerosas tentativas de mudar a situação.

    Ao mesmo tempo Pfeifle destaca:

    "Poroshenko é um líder riquíssimo da Europa, segundo Forbes, apesar das suas promessas de "estabelecer novas tradições" vendendo seus ativos. Só que ele não vendeu nada".

    Tal como seu antecessor Viktor Yanukovich, Poroshenko encontrou meios de enriquecimento enquanto o país passa pela pior crise econômica e política nos últimos 25 anos, desde sua independência.

    Pfeifle conclui que "o novo presidente dos EUA deverá distinguir os verdadeiros reformadores ucranianos daqueles que fazem negócios lucrativos e saber entender a diferença ente ações reais e palavras vazias".

    Mais:

    Poroshenko comenta declarações de Trump sobre Crimeia
    Merkel cobrou passos decisivos de Poroshenko para o cumprimento dos acordos de Minsk
    Tags:
    agressão russa, ativos, enriquecimento, corrupção, postura, Forbes, Foreign Policy, Viktor Yanukovich, Pyotr Poroshenko, Rússia, Ucrânia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar