09:51 13 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    2214
    Nos siga no

    O serviço de inteligência da autoproclamada República Popular de Lugansk (LNR, na sigla em russo) registrou um combate entre voluntários da organização extremista Setor de Direita (proibida na Rússia) e soldados do exército ucraniano.

    A respectiva informação foi divulgada nesta terça-feira (4) durante um briefing pelo representante oficial da milícia da LNR, Andrei Marochko.

    "Em 3 de outubro, na região da povocação de Kazachy, na zona da cidade de Stanitsa Luganskaya, durante duas horas teve lugar um combate com o uso de armas pesadas entre soldados da 28a brigada mecanizada das Forças Armadas da Ucrânia e combatentes do Setor de Direita", disse Marochko.

    O Setor de Direita é um movimento que reúne uma série de organizações radicais nacionalistas na Ucrânia. Em janeiro e fevereiro de 2014, membros do grupo participaram de confrontos com a polícia, bem como da invasão de diversos prédios administrativos do país, e, desde abril do ano passado, promovem repressão dos protestos no sudeste ucraniano.

    Em novembro de 2014 a Corte Suprema da Rússia reconheceu o Setor de Direita como uma organização extremista e proibiu a sua atividade em território russo. Em janeiro de 2015, o grupo foi incluído na lista de organizações proibidas na Rússia. O líder do movimento, Dmitry Yarosh, enfrenta igualmente na Rússia acusações de incitação à atividade terrorista, além de ser procurado pela Interpol.

    Mais:

    Armas vs comida: pobreza na Ucrânia leva à intoxicação em massa
    Ucrânia recebe US$ 1 bilhão após emissão de Eurobonds
    Tags:
    ultranacionalismo, combate, Setor de Direita, Donbass, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar