12:02 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    181
    Nos siga no

    Os serviços de segurança alemães advertem sobre o número crescente de jihadistas que saíram da Europa para participar dos combates no Oriente Médio e agora estão voltando para seus países, informa o jornal Welt am Sonntag.

    De acordo com informação da edição, cerca de 6 mil extremistas originários da Europa se dirigiram para zonas de guerra e agora um terço deles poderá voltar aos países de origem. Isso ocorre devido às baixas que no momento está sofrendo o agrupamento terrorista Daesh (proibido na Rússia), escreve o jornal.

    "O retorno de jihadistas representa um risco para a segurança. Muitas vezes eles são extremamente radicais, têm treinamento militar e experiência de combate", disse ao Welt am Sonntag o chefe do departamento da polícia criminal federal da Alemanha, Holger Muench.

    O funcionário advertiu sobre redes islâmicas que estão sendo cridas: uma vez que estabelecem contatos na Síria ou Iraque, ao voltar à casa os jihadistas mantêm-nos. A existência de tais redes pode ser confirmada pelos ataques terroristas ocorridos na Europa.

    Mais:

    Três militares turcos morrem em combate com Daesh no norte da Síria
    Grupo terrorista instalado no Egito e ligado ao Daesh planeja atacar Israel
    OTAN conta com apoio das forças locais no combate ao Daesh
    Moscou explica recusa dos EUA em reconhecer eliminação de líder do Daesh pela Rússia
    Turquia prende três pessoas suspeitas de ligação ao Daesh
    Tags:
    Europa, Síria, Iraque, Daesh, terrorismo islâmico, ataque terrorista, ameaça terrorista, segurança internacional
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar