19:45 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0141
    Nos siga no

    Duas aeronaves anfíbias apagaram 26 incêndios florestais em Portugal, protegendo 13 cidades, informa o Ministério de Emergências russo nesta terça-feira (6).

    Os aviões anfíbios russos ajudaram Portugal no combate aos incêndios florestais a pedido de Lisboa. As aeronaves russas iniciaram as operações em 13 de agosto.

    "Aviões do Ministério de Emergências fizeram 122 descargas de água com um peso total de quase 1.500 toneladas. Como resultado, 26 incêndios foram extintos, o fogo foi impedido de se propagar na direção de três parques nacionais e 13 cidades, habitadas por mais de 68.000 pessoas", divulgou porta-voz do Ministério.

    O Be-200 é próprio para missões de combate a incêndios. Este avião pode levar até 12,5 toneladas de água. Incêndios florestais vêm causando prejuízos em muitos países da Europa Ocidental, incluindo Portugal e Espanha.

    O primeiro-ministro português, António Costa, agradeceu pessoalmente os bombeiros do Ministério de Emergências russo que ajudaram a combater os violentos incêndios em Portugal.

    "O primeiro-ministro português agradeceu a Rússia pela a ajuda e elogiou o trabalho dos bombeiros russos", disse o porta-voz do ministério.

    Costa também agradeceu as tripulações italianas e marroquinas, que participaram de operações de combate a incêndios.

    Mais:

    Número de incêndios florestais em Portugal baixa 10 vezes
    Portugal pede ajuda à Rússia no combate aos incêndios florestais
    Canadá enfrenta fortes incêndios florestais e avalia proposta de ajuda da Rússia
    Tags:
    Rússia, Portugal, António Costa, Be-200, incêndios florestais
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar