03:55 24 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Tanques ucranianos na região de Donbass

    Donetsk afirma que militares ucranianos usam armas proibidas pelos Acordos de Minsk

    © AP Photo/ Irina Gorbaseva
    Europa
    URL curta
    348203

    A inteligência da autoproclamada República Popular de Donetsk registra a presença em áreas próximas à linha de contato de armas do exército ucraniano proibidos pelos Acordos de Minsk, declarou o vice-comandante do comando operacional da República autoproclamada, Eduard Basurin.

    No fim de setembro de 2015 foi assinado o acordo de retirada de armas com calibro de menos de 100 milímetros e tanques da linha de contato em Donbass. Este processo terminou-se em 12 de novembro do ano passado. Porém, depois desta data as autoridades da República Popular de Donetsk denunciaram várias vezes o uso por parte de militares ucranianos de armas proibidas pelos acordos alcançados.

    "Novotroitskoe em seis quilómetros da linha de contato – foi revelada a localização de quatro morteiros de 120 milímetros. Granitnoe em metade de quilómetro da linha de contato – foi registrado o abastecimento de unidades na zona de responsabilidade de 30ª brigada especial motorizada de munições e combustíveis. Novognatovka em sete quilómetros da linha de contato – foi localizado um armazém com munições dentro do povoado", disse Basurin a jornalistas durante briefing na segunda-feira (5).

    Em 1 de setembro em Donbass entrou em vigor mais um regime de cessar-fogo. Ele foi aprovado pelas partes durante a reunião do grupo de contato em Minsk em 26 de agosto. O cessar-fogo foi cogitado para coincidir com o início do ano letivo.

    Porém, na segunda-feira (5) Basurin disse a jornalistas que durante os últimos 24 horas as Forças Armadas da Ucrânia violaram a trégua por quase 50 vezes e retomaram o uso de armas de grande calibro durante o bombardeamento contra o território da autoproclamada República Popular de Donetsk.

    Mais:

    Mídia comunica sobre preparação secreta de mobilização urgente na Ucrânia
    Poroshenko acusa Putin de querer dominar toda a Ucrânia
    Obama: EUA continuarão apoiando a Ucrânia
    Ucrânia espera armas letais dos EUA caso Clinton seja eleita
    Tags:
    exército, armas, Acordos de Minsk, trégua, Eduard Basurin, República Popular de Donetsk, Donbass, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik