12:21 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    3122
    Nos siga no

    Autoridades alemãs estão considerando a retirada de cerca de 250 soldados e equipamento militar instalados em base aérea da OTAN na Turquia, informa edição Spiegel Online.

    O Ministério da Defesa alemão afirmou que está disposto a continuar a missão a partir da Turquia, mas sublinhou que "há alternativas à base de Incirlik".

    De acordo com a edição, a Alemanha poderia, em alternativa, implantar o seu contingente em bases na Jordânia e Chipre. No entanto, a reafetação das aeronaves Tornado vai interromper os voos de reconhecimento sobre a Síria e o Iraque pelo menos durante dois meses.

    Além disso, a manutenção das aeronaves e do contingente na Jordânia no Chipre será mais cara e tecnicamente mais complexa do que na Turquia, escreve a Spiegel. A decisão pode estar relacionada com a recente deterioração das relações entre Bruxelas e Ancara.

    Em junho, a Turquia retirou seu embaixador da Alemanha após o Bundestag (parlamento alemão) aprovar uma resolução que reconhece o genocídio armênio. As autoridades turcas também proibiram a delegação alemã de legisladores de visitar a base aérea de Incirlik, de acordo com a mídia alemã.

    As tensões entre a Turquia e a UE aumentaram ainda mais após a falhada tentativa de golpe na Turquia, a qual o presidente Erdogan considera ter sido promovida pelos EUA e pelo clérigo de 75 anos Fethullah Gulen.

    Mais:

    Alemanha pronta para concessões no diálogo com a Turquia
    Turquia retira o seu embaixador da Alemanha
    Alemanha planeja construir base aérea permanente na Turquia
    Rússia nunca quis usar base aérea turca de Incirlik
    Conselheiro de Erdogan: Turquia não planeja fechar base de Incirlik
    Tags:
    Alemanha, Turquia, Incirlik, OTAN, Bundestag, base aérea, tensão política, retirada
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar