15:34 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Angela Merkel, chanceler da Alemanha

    Alemanha instrui população a estocar suprimentos para o caso de terrorismo ou emergências

    © AP Photo/ Markus Schreiber
    Europa
    URL curta
    16216634

    Os cidadãos da Alemanha foram instruídos a estocar água e comida para a eventualidade de um ataque terrorista ou de uma catástrofe nacional, bem como a se preparar para apoiar os militares, na primeira inspeção em vinte anos das defesas civis do país.

    Policiais de Alemanha
    © AFP 2017/ Frederik von Erichsen
    O gabinete da chanceler Angela Merkel aprovou o plano de 70 páginas num momento em que os alemães estão particularmente preocupados, depois de dois ataques de militantes islâmicos realizados em julho no país e vários outros de muito maior escala na França e na Bélgica este ano.

    Embora o plano tenha sido encomendado em 2012, a questão da segurança está virando um dos principais temas de campanha às vésperas de duas eleições regionais, programadas para o mês que vem, e das eleições federais previstas para o próximo ano. As medidas propostas incluem aumentar a despesa com a polícia e proibir o uso da burca, a vestimenta negra usada por algumas mulheres muçulmanas.

    A estratégia revelada nesta quarta-feira (24) esboça medidas de precaução para cenários de terrorismo, inclusive para casos envolvendo armas químicas e ataques cibernéticos.

    O ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, rejeitou as alegações de que o relatório, publicado pela última vez em 1995, constituiria um estado de alarmismo e disse que o documento não está ligado a nenhuma ameaça imediata.

    O plano, entretanto, recomenda que os cidadãos alemães comprem água para 5 dias e alimentos para 10 dias para o caso de uma crise nacional. A estratégia também descreve a necessidade de um sistema de alarme mais extenso para alertar a população quando houver uma emergência, bem como de uma melhor proteção aos edifícios e de cuidados médicos em geral.

    Os civis também devem estar prontos para ajudar os militares com tarefas como dirigir o tráfego, encontrar alojamento e fornecer combustível. O relatório também levanta a possibilidade de reintroduzir o serviço militar obrigatório no caso de emergência nacional, ideia que tem causado controvérsia na Alemanha, que suspendeu o serviço militar obrigatório apenas em 2011.

    Mais:

    Angela Merkel pede a empresários da Alemanha empregos para refugiados
    Merkel está perdendo popularidade devido a ataques terroristas
    Merkel admite que Daesh pode se aproveitar do fluxo de refugiados para a Europa
    Tags:
    eleições, segurança, estoque, suprimentos, terrorismo, emergência, Angela Merkel, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik