16:55 23 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Avião russo do Ministério russo para Situações de Emergência Be-200 durante treinamentos

    Portugal pede ajuda à Rússia no combate aos incêndios florestais

    © Sputnik/ Ministério russo para Situações de Emergência
    Europa
    URL curta
    164068352

    Portugal pediu nesta quinta-feira (11) ajuda à Rússia na extinção dos incêndios florestais que estão sacudindo o país, disse hoje à Sputnik o chefe da Direção de Organização de Informação da População do Ministério russo para Situações de Emergência, Aleksei Vagutovich.

    Lembramos que na quarta-feira (10) Portugal acionou o Mecanismo Europeu de Proteção Civil, mas a União Europeia disse que a disponibilidade de meios aéreos para enviar para Portugal é limitada devido aos graves incêndios florestais que vários Estados-membros enfrentam, informou o jornal Diário de Notícias. No combate aos incêndios ajudam dois aviões pesados Canadair espanhóis e outros dois marroquinos.

    "Na verdade, Portugal ontem fez um pedido ao Governo da Federação da Rússia para prestação de ajuda no combate aos incêndios florestais no país. Nós, como Ministério para Situações de Emergência, estamos sempre dispostos a prestar apoio caso haja a ordem correspondente do governo da Federação da Rússia para execução de tais trabalhos", declarou Aleksei Vagutovich.

    Se tal indicação for dada, "dentro de seis horas os aviões [do Ministério para Situações de Emergência] podem partir para qualquer lugar no mundo", explica.

    O jornal Público informou, citando o Ministério da Administração Interna de Portugal, que dois aviões pesados russos Beriev Be-200 Altair chegam na madrugada deste sábado (13) a Portugal para reforçarem o dispositivo de combate a incêndios. Os aviões, cada um com capacidade para transportar até 12 mil litros de água, ficarão estacionados na base aérea de Monte Real, em Leiria, e estarão operacionais a partir de amanhã.

    Porém, o Ministério para Situações de Emergência da Rússia comunicou à Sputnik que não tem esta informação:

    "Ainda não dispomos [desta informação], estamos à espera das ordens do governo [russo]", disse Aleksei Vagutovich.

    Nos últimos dias, o número de incêndios registados em Portugal ultrapassou as 300 ocorrências, informa o Diário de Notícias.

    UPD

    Mais tarde o Ministério para Situações de Emergência da Rússia finalmente confirmou o envio dos aviões:

    “Por indicação do Governo da Federação Russa e de acordo com o pedido da parte portuguesa, o Ministério para Situações de Emergência da Rússia envia dois aviões-anfíbios Be-200ChS para combate aos incêndios florestais”, declarou o representante do ministério. 

    Está previsto que os aviões decolem em breve do aeródromo de Ramenskoe, nos arredores de Moscou.

    “As tripulações dos aviões estão preparadas para trabalhar em condições difíceis e possuem grande experiência de liquidação de incêndios. A aviação do Ministério das Situações de Emergência tem sido utilizada não só na Rússia, mas também no estrangeiro, nomeadamente na Sérvia, Grécia, Montenegro e outros países”, sublinhou o representante do ministério.

    Mais:

    Biosfera maia está em perigo
    Conselho da UE concorda em não multar Espanha e Portugal por défice excessivo
    Portugal espera aumento de turistas da Rússia
    Tags:
    pedido de ajuda, incêndios florestais, Ministério para Situações de Emergência, União Europeia, Portugal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik