18:40 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Esportes
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de setembro de 2021 (7)
    273
    Nos siga no

    Na noite de domingo (5) se iniciou a partida entre seleções do Brasil e da Argentina, mas a Anvisa suspeitou de violações das leis sanitárias brasileiras por parte de quatro jogadores argentinos desde o dia anterior.

    Quatro jogadores argentinos que participaram dos primeiros minutos da partida de futebol entre Brasil e Argentina estão sendo investigados pela Polícia Federal (PF) por violarem a quarentena a que estavam obrigados no Brasil, relata na segunda-feira (6) o portal G1.

    Fontes da PF indicam que ela abriu no domingo (5) um inquérito aos jogadores Emiliano Martínez, Buendía, Cristian Romero e Giovani Lo Celso depois que a Anvisa afirmou que eles mentiram sobre os locais em que haviam passado nos últimos dias antes de entrarem no país, o que poderia constituir prática de crime.

    Os jogadores também estão sob suspeita de descumprirem medidas sanitárias em meio à pandemia da COVID-19, o que é considerado uma infração administrativa.

    De acordo com as fontes da PF e da Anvisa citadas, os jogadores e a comissão técnica já conheciam as informações da portaria que administra as liberações de entrada no Brasil, que refere que não poderiam ter ido ao estádio, e mesmo assim o fizeram.

    A investigação será realizada pela delegacia da PF no Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos, por onde a comitiva argentina entrou no Brasil na sexta-feira (3) às 08h00, horário de Brasília.

    Na noite de domingo (5) foi iniciada em São Paulo a partida de qualificação para a Copa do Mundo 2022 entre as seleções de Brasil e Argentina, que acabou suspensa sem golos pela CONMEBOL após apenas alguns minutos, quando a Anvisa invadiu o relvado por suspeitas de violação de leis de quarentena por parte dos jogadores referidos, algo que teria tentado combater desde sábado (4) com várias autoridades brasileiras.

    Segundo o G1, eles foram notificados para deixar o Brasil na noite de domingo (5), quando ocorreria a partida, e não foram deportados. Entretanto, eles já regressaram à Argentina.

    No entanto, uma fonte da Globo afirma que houve um acordo entre o governo federal, CBF e CONMEBOL que permitiu que os quatro participassem do jogo. Foram também mencionadas fontes do blog da Ana Flor de que os jogadores argentinos receberam autorização do governo brasileiro para participar da partida, sem referir quem no governo ofereceu essa autorização.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de setembro de 2021 (7)

    Mais:

    FIFA 'lamenta' suspensão da partida entre Brasil e Argentina e promete analisar relatórios do jogo
    CPI da Covid: resposta do governo à pandemia ou novo 'teatro' do Brasil?
    'Não prioriza a vida': mudanças no código de trânsito no Brasil preocupam especialistas
    Tags:
    Argentina, Brasil, Anvisa, G1, Globo, TV Globo, O Globo, Rede Globo, Grupo Globo, CBF, CONMEBOL, Copa do Mundo, Copa do Mundo de 2022, São Paulo, Polícia Federal - PF, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar