00:09 18 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Esportes
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)
    130
    Nos siga no

    O Comitê Olímpico da China ofereceu doses de vacinas contra a COVID-19 aos participantes da Olimpíada de Tóquio deste ano e para os Jogos de Inverno de Pequim que serão realizados em 2022.

    A declaração foi dada nesta quinta-feira (11) pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). As informações foram publicadas pela agência Reuters.

    "O COI recebeu um tipo de oferta do Comitê Olímpico Chinês, anfitrião dos Jogos de Inverno de Pequim de 2022, de disponibilizar doses adicionais de vacina aos participantes das duas edições dos Jogos Olímpicos, Tóquio-2020 e Pequim-2022", disse o presidente do COI, Thomas Bach, em sessão virtual da entidade.

    A Olimpíada de Tóquio foi adiada em razão da pandemia da COVID-19 em 2020, mas foi remarcada para o período de 23 de julho a 8 de agosto deste ano.

    Apesar do anúncio, Bach não detalhou quantas doses estariam disponíveis aos participantes.

    "O Comitê Olímpico Chinês está pronto para, em cooperação com o COI, tornar essas doses adicionais disponíveis, seja via colaboração com parceiros internacionais ou diretamente nos países que têm acordos relacionados com vacinas chinesas", declarou.

    Participam da Olimpíada mais de dez mil atletas, além de dezenas de milhares de outras pessoas que também estão envolvidas com o evento, como treinadores, imprensa, voluntários e autoridades. O COI pediu aos comitês nacionais que vacinem os atletas.

    "O COI vai pagar pelas doses adicionas de vacinas, não somente para as equipes olímpicas, mas também para as equipes paralímpicas", completou Bach.
    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)

    Mais:

    Japão rejeita reivindicação da China sobre ilhas disputadas prometendo resposta em ataque
    Japão reduz interceptações de aviões chineses devido aos 'inadequados' caças F-35, diz mídia
    Um recado à China: Biden se reunirá com líderes de Japão, Índia e Austrália
    Dez anos após tsunami gigante de Fukushima: por que Japão continua usando energia nuclear?
    Tags:
    novo coronavírus, esportes, atletas, vacinação, vacina, China, COI, Comitê Olímpico Internacional, Tóquio 2020, Tóquio, Japão, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar