22:41 16 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Esportes
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    A morte do camisa dez deixou o mundo do futebol de luto, enquanto as autoridades argentinas iniciaram uma investigação sobre possível negligência médica. Porém, a sua partida também vai iniciar uma grande batalha judicial.

    Vários familiares de Diego Maradona disputam seus direitos à fortuna do falecido. Mais de uma dúzia de seus potenciais herdeiros planeja compartilhar quase US$ 50 milhões (R$ 255 milhões) em ativos, informou o tabloide The Mirror, mas agora quatro de suas irmãs, seus cinco filhos e filhas legais e pelo menos sete supostos filhos estão querendo entrar na herança, relatou o The Sun, também citando uma fonte que afirmou que a disputa judicial "será uma Copa do Mundo".

    Maradona, na verdade, teria assinado um testamento em 2016, mas o descartou quatro anos depois, de acordo com relatórios, pois mesmo ameaçando doar toda a sua fortuna no ano passado, sem deixar nada para seus herdeiros, a lei argentina estabelece que cônjuges e filhos não podem ser privados de herança.

    A situação judicial poderá se tornar algo bastante complexo, sendo necessário se familiarizar com os detalhes que devem ser levados em consideração e que foram disponibilizados pelo Clarín, a principal agência de notícias argentina.

    Sobre a herança: quanto é, e quem tem direito a ela?

    A fortuna de Maradona é estimada em cerca de US$ 50 milhões (R$ 255 milhões).

    A primeira vem da soma de dinheiro em contas na Suíça, Dubai e Buenos Aires, imóveis, contratos publicitários (Puma, Coca-Cola, Hublot, Konami etc.), veículos de luxo (incluindo um tanque anfíbio Hunta Overcomer e uma moto Harley Davidson que obteve ao assinar contrato na Bielorrússia), joias, propriedades, e investimentos nos países em que jogou e treinou ao longo de sua carreira: Argentina, Espanha, Itália, Emirados Árabes Unidos, Bielorrússia e México.

    No que toca a herdeiros, Diego Maradona tem cinco filhos legítimos e cerca de sete pedidos de paternidade por confirmar. Porém, quatro das cinco irmãs do camisa dez avançaram com pedidos à Justiça para também serem consideradas "indivíduos afetados" pela morte do ex-jogador de futebol.
    Fãs com faixa durante o luto pela morte de Diego Maradona.
    © AP Photo / Victor Caivano
    Fãs com faixa durante o luto pela morte de Diego Maradona.

    Contudo, o magistrado Orlando Díaz rejeitou o pedido por entender que existem outras pessoas no círculo familiar imediato de Maradona com maior importância, como seus filhos e filhas. Esta decisão foi contestada pelas irmãs do craque do futebol, ao acusarem os descendentes de Maradona de terem "abandonado" o pai, conta a mídia argentina.

    Questões de propriedade e direitos de imagem

    A casa do ex-jogador de futebol no condomínio fechado de Villa Nueva será devolvida, e seus bens provenientes dos Emirados Árabes Unidos, do tempo em que Maradona viveu e treinou em Dubai, se encontram dentro de um contêiner que apenas deverá ser aberto no início do processo judicial. Os carros que foram adquiridos, por sua vez, ainda se encontram em solo asiático.

    Uma empresa registrada em nome de Matías Morla, o último advogado de Diego Maradona, é proprietária das marcas El 10, Maradona, El Diego, La Mano de Dios, Diegol e 54 outras empresas semelhantes, todas relacionadas ao conhecido ex-jogador de futebol falecido.

    Diego Maradona é carregado após ganhar a Copa do Mundo de 1986, no México.
    © REUTERS / Gary Hershorn
    Diego Maradona é carregado após ganhar a Copa do Mundo de 1986, no México.
    Até agora, ninguém se opôs, mas três dos cinco filhos reconhecidos de Maradona estão avaliando a possibilidade de entrar com uma ação contra o advogado, a fim de recuperarem essas marcas, e vão achar uma maneira de ratificar a veracidade da assinatura onde Diego deu seu nome como uma marca - um ato do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, datado de 2017, mostra Diego como cedente a favor da Sattvica SA na qualidade de adquirente da marca Diego Armando Maradona - em que contexto psicológico essa assinatura foi feita.

    No entanto, "Morla não vai desistir. Se os herdeiros quiserem litigar, será a Justiça que determinará a quem pertence", informou ao Clarín uma fonte vinculada ao advogado e amigo do jogador falecido.

    Mais:

    Melhores fotos da semana em que Argentina, Brasil e resto do mundo se despedem de Maradona
    Após aglomeração no velório de Maradona, Alberto Fernández anuncia fim da quarentena
    Funcionário de funerária é demitido após tirar selfie com corpo de Maradona
    Tags:
    família, conflito, herança, justiça, Argentina, Diego Maradona
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar