16:09 20 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Esportes
    URL curta
    0 11
    Nos siga no

    A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou a decisão de pagar os mesmos valores de diárias e premiações aos atletas das seleções brasileiras masculina e feminina, a fim de reduzir a desigualdade de gênero no esporte.

    O anúncio foi feito na última quarta-feira (2) pelo presidente da entidade, Rogério Caboclo, em cerimônia realizada no auditório da CBF, durante a apresentação das duas novas coordenadoras de futebol feminino da confederação, Duda Luizelli e Aline Pellegrino. 

    ​Segundo Caboclo, a equiparação já vem ocorrendo, na verdade, há vários meses, mas, agora, com o anúncio, se torna uma política oficialmente estabelecida.

    "Desde março deste ano, a CBF fez uma igualdade de valores em relação a prêmios e diárias entre o futebol masculino e feminino. Ou seja, as jogadoras ganham a mesma coisa que os jogadores durante as convocações. Aquilo que eles recebem por convocação diária, as mulheres também recebem. Aquilo que elas vão ganhar pela conquista ou por etapas das Olimpíadas ano que vem será o mesmo que os homens vão ter", afirmou o dirigente. "Não há mais diferença de gênero, pois a CBF está tratando de forma igual homens e mulheres", acrescentou. 

    ​De acordo com a CBF, a medida é mais uma ação na "jornada de transformação pela qual passa o futebol feminino brasileiro", seja em relação à Seleção Brasileira ou às competições coordenadas pela entidade.

    Mais:

    Brasil e Argentina: inimigos no futebol, mas amigos contra os mesmos problemas
    Futebol feminino de favela carioca arrasa no campeonato internacional em Moscou
    'O futebol não tem mais gênero': árbitra que 'viralizou' rebate sexismo e exalta Copa feminina
    Tags:
    igualdade, igualdade de gênero, futebol feminino, mulheres, homens, gênero, esportes, esporte, futebol, CBF, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar