01:03 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Esportes
    URL curta
    7113
    Nos siga no

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta segunda-feira (9) que a decisão da Agência Mundial Antidoping (WADA) de sancionar a Rússia e removê-la de competições esportivas internacionais por um período de quatro anos tem motivações políticas.

    "Existem todas as razões para considerar que elas não se baseiam em aspirações para garantir que o esporte mundial seja limpo, mas em razões políticas que não têm nada a ver com os interesses do esporte e do movimento olímpico", disse Putin em uma entrevista coletiva ao final na cúpula do Quarteto da Normandia, em Paris.

    A WADA decidiu excluir a Rússia de grandes competições esportivas durante quatro anos por alegada falsificação de dados dos controles entregues à entidade.

    O anúncio foi feito por um porta-voz da agência depois de uma reunião do comitê executivo nesta segunda-feira, em Lausanne, que decidiu tomar a decisão de suspender os atletas russos por unanimidade.

    "A lista completa de recomendações [de sanções por parte do Comitê de Revisão de Conformidade, CRC] foi aprovada por unanimidade pelos 12 membros do comitê executivo", disse o porta-voz.

    A Rússia tem 21 dias para apresentar o recurso da decisão ao AS (Tribunal Arbitral do Esporte, na sigla em francês).

    Os atletas russos que passarem por testes antidoping vão poder competir sob bandeira neutra.

    Mais:

    Informante da WADA sobre doping na Rússia tentou se suicidar em Washington
    WADA vota a favor da reintegração da agência antidoping da Rússia
    WADA anula direito da Rússia de participar e organizar eventos esportivos internacionais por 4 anos
    Tags:
    exame antidoping, antidoping, doping, Olimpíadas, Agência Mundial Antidoping (WADA), WADA, Vladimir Putin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar