13:40 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Olivier Giroud comemora após marcar o gol da vitória da França sobre a Holanda no Stade de France, em Saint-Denis, pela Liga das Nações

    França vence Holanda em primeiro jogo em casa após título na Copa do Mundo

    © AFP 2018/ Anne-Christine POUJOULAT
    Esportes
    URL curta
    0 11

    A seleção francesa de futebol fez neste domingo a sua primeira partida em casa após conquistar o título da Copa do Mundo 2018, na Rússia, em meados de julho. Em jogo válido pela Liga das Nações, os comandados de Didier Deschamps fizeram o dever de casa e derrotaram a equipe holandesa por 2 a 1, com direito a gol do contestado centroavante Giroud.

    Em mais uma bela atuação do jovem atacante Mbappé, os franceses souberam se impor sobre a Holanda, diante da sua torcida, no Stade de France, durante quase todo o jogo. Apesar do placar apertado, os campeões do mundo foram muito superior aos adversários. 

    Com um ritmo bastante intenso, os donos da casa abriram o placar logo aos 13 minutos do primeiro tempo, com Mbappé, completando cruzamento de Matuidi. Apesar de ameaçarem pouco, os holandeses conseguiram o empate aos 21 do segundo tempo, com Babel.

    No entanto, desencantando após vários jogos sem marcar, Giroud, que não marcou nenhum gol durante o Mundial da Rússia, finalmente balançou as redes, aos 29 da etapa final. 

    Líder do grupo 1 da Liga A da Liga das Nações, a França volta a campo, no mesmo Stade de France, no próximo dia 16 de outubro, para enfrentar a Alemanha, pela quarta rodada da competição. Antes disso, no dia 13, Holanda e Alemanha jogam pela terceira rodada do grupo na Amsterdam Arena. 

    Mais:

    Paris em chamas: torcedores incendeiam capital da França após título na Copa do Mundo
    França vence a Croácia por 4x2 e conquista o bicampeonato na Copa do Mundo FIFA 2018
    Tags:
    futebol, Liga das Nações, UEFA, Olivier Giroud, Kylian Mbappé, Europa, Alemanha, Saint-Denis, Holanda, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik