06:57 26 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Atletas do Lokomotiv Rio na Arena 2000, em Yaroslavl, no Distrito Federal Central da Rússia

    Lokomotiv Rio participa de fórum em Moscou sobre o futuro do hóquei

    Lokomotiv Rio / Divulgação
    Esportes
    URL curta
    0 30

    Um representante do time de hóquei do Lokomotiv Rio está viajando hoje para Moscou para participar de um grande fórum internacional que discutirá os rumos do esporte. Ele será um dos palestrantes do evento.

    Daniel Baptista, jogador da equipe, foi convidado pelos organizadores após a boa repercussão, na mídia russa, da história do clube carioca, batizado em homenagem ao time russo do Lokomotiv Yaroslavl, vítima de um acidente aéreo em setembro de 2011, que não deixou sobreviventes. 

    As relações entre o Lokomotiv Rio e a Rússia têm sido próximas desde o início. Nos últimos anos, no entanto, elas têm se intensificado devido a um interesse crescente das autoridades, órgãos de imprensa e torcedores da Rússia pelo clube brasileiro. Esse interesse levou os meninos do Rio, que treinam basicamente em quadras de cimento, a participarem, em março deste ano, de uma série de amistosos contra equipes locais da Rússia, turnê que foi aproveitada ao máximo pelos atletas. 

    "Durante a nossa viagem à Rússia, fizemos quatro amistosos, jogamos no estádio do Lokomotiv Yaroslavl, treinamos com a equipe júnior da equipe profissional, visitamos o Russian Hockey Museum, entre outras atividades, sempre acompanhados por canais de televisão russos", lembrou Daniel em entrevista à Sputnik Brasil.

    O evento do qual o brasileiro irá participar nesta semana, o World Hokcey Forum, é promovido pela Federação Russa de Hóquei e pela Federação Internacional de Hóquei, contando com representantes de clubes e governo e empresários do esporte, a fim de debater e promover o hóquei na Rússia e no mundo. A primeira edição ocorreu em 2016, e teve a participação de personalidades de diversos países, que iniciaram um debate importante sobre a cooperação internacional para popularizar o esporte.

    No Brasil, o alcance da modalidade, apesar dos esforços de vários entusiastas, ainda é pequena. O Lokomotiv Rio por exemplo, um dos maiores times do país e importante fornecedor de jogadores para a seleção nacional, ainda enfrenta diversos problemas de estrutura, como a falta de um lugar adequado para treinar.

    "O maior desafio para o hóquei no Brasil é a falta de uma pista de gelo com medidas oficiais. Essa viagem à Russia e outros esforços sendo feito por representantes do esporte em São Paulo e outros estados têm dado um grande ânimo para mudarmos a situação do hóquei no gelo brasileiro. Enquanto não temos uma pista oficial, seguimos jogando em eventos internacionais e praticando o hóquei sobre patins em linha como alternativa", explicou Daniel Baptista. 

    Mais:

    Cônsul russo entrega uniforme do Lokomotiv Yaroslavl ao Lokomotiv Rio
    Tags:
    esportes, hóquei, World Hokcey Forum, Lokomotiv Yaroslavl, Lokomotiv Rio, Daniel Baptista, Yaroslavl, Moscou, Rio de Janeiro, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik