13:14 16 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Jogadores da seleção russa de hóquei na partida da primeira etapa entre a Rússia e República Tcheca durante Euro Hockey Tour de 2017/2018

    Decisão do COI sobre Rússia 'é guerra fria no esporte'

    © Sputnik / Aleksei Danichev
    Esportes
    URL curta
    COI deixa Olimpíada sem Rússia (16)
    132

    O vice-diretor do Clube de hóquei de Pequim Kunlun Red Star, Li Longmou, em entrevista exclusiva à Sputnik China, disse que o afastamento da seleção russa dos Jogos Olímpicos de 2018 não passa de decisão política.

    Para ele, por causa desta decisão, nos jogos não haverá nada para ver: duas maiores ligas profissionais – a Liga Nacional de Hóquei (NHL) e a Liga Continental de Hóquei (KHL) não vão participar das competições. Sem dúvidas, as entradas para assistir às partidas de hóquei nos Jogos Olímpicos de Inverno não serão vendidas, danificando, assim, desenvolvimento da modalidade esportiva. Além do mais, financeiramente falando, o afastamento pode ter um impacto negativo nas Olimpíadas em Pyeongchang, destaca a autoridade.

    Na opinião de Li Longmou, "o burocratismo no Comitê Olímpico Internacional bate no teto". O COI começou a investigação de violações durante os Jogos no Brasil no ano passado e já na época contava com provas do uso de doping, mas essas provas foram apresentadas somente agora, três meses antes do início do evento esportivo. A investigação deveria ter sido realizada desde o início de uma só vez, ao invés de parcialmente, frisou.

    Li Longmou concorda com o atacante da seleção russa de hóquei, Ilia Kovalchuk, de que os esportistas russos devem participar e que a decisão do COI é mera política.

    "A decisão do COI, na verdade, contém um aspecto político, é guerra fria no esporte. Mas os jogadores do Kunlun devem cumprir a decisão da KHL, pois temos acordos. Se a KHL declarar que não vai participar dos Jogos Olímpicos, vamos ter que cumprir a decisão correspondente – não vamos enviar esportistas para participar das competições", declarou ele em entrevista à Sputnik China.

    O Clube de hóquei de Pequim Kunlun Red Star foi criado em 17 de março de 2016 em Pequim visando entrar na KHL. Em junho de 2016, no âmbito da visita do presidente russo Vladimir Putin à China foi assinado o acordo sobre a participação da equipe no Campeonato da KHL.

    Tema:
    COI deixa Olimpíada sem Rússia (16)

    Mais:

    Opinião: está ocorrendo uma campanha bem planejada contra esporte russo
    Nuzman renuncia à presidência do Comitê Olímpico Brasileiro
    COI confirma sedes das Olimpíadas de 2024 e 2028
    Tags:
    competições internacionais, esporte, Jogos Olímpicos, Comitê Olímpico Internacional, NHL, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar