09:07 25 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Esportes
    URL curta
    4110
    Nos siga no

    O Comitê Olímpico Internacional (COI) divulgou nesta sexta-feira (9) os resultados da análise das amostras de sangue de todos os 63 atletas da Rússia que participaram dos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi, em 2014 – todos indicaram negativo para o uso de doping.

    "Todas as 63 amostras de sangue coletadas de atletas russos nos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi 2014 já foram re-analisados pelo COI, em colaboração com o Prof. McLaren, e deram todas negativo", disse o comunicado.

    COI declarou ainda, que também fará um novo teste anti-doping nas 254 amostras de urina coletadas em todos os atletas russos que participaram dos Jogos em Sochi.

    Presidente do COI sobre esporte russo
    © Sputnik / Ramil Sitdikov
    Na terça-feira (6) foi apresentada a segunda parte do relatório da comissão independente da Agência Internacional Antidoping (WADA), liderada por Richard McLaren, que investiga o uso de doping na Rússia. O documento alega que mais de 1000 atletas russos foram envolvidos em esquemas de manipulação de testes anti-doping ou se beneficiaram com os mesmos.

    Em 19 de julho, a comissão independente da Agência Internacional Antidoping (WADA), liderada por Richard McLaren, publicou resultados de uma investigação indicando possíveis violações por parte da Rússia durante a Olimpíada de 2014, em Sochi. Diante desse fato, o COI exortou todas as federações internacionais de modalidades esportivas de inverno a interromper seus preparativos para quaisquer competições de grande porte marcadas para acontecer na Rússia, e a buscar locais alternativas para a sua realização.

    Mais:

    Alto funcionário do COI: McLaren deve apresentar provas reais do uso de doping na Rússia
    Jogos radioativos: COI considera realização de eventos olímpicos em Fukushima
    Apesar de integrar o COI, Isinbayeva quer ficar na Rússia
    Tags:
    doping, COI, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar