13:46 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos Rio-2016

    Revelado nome do bielorrusso que carregou a bandeira da Rússia

    © REUTERS/ Jason Cairnduff
    Esportes
    URL curta
    Paralimpíadas Rio 2016 (16)
    138880

    Andrei Fomochkin, de 53 anos, é o nome do cidadão bielorrusso que carregou a bandeira russa na cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos no Rio, comunicou a agência Sputnik Bielorrússia.

    "O herói do dia foi Andrei Fomochkin – mestre de esportes da categoria internacional, vencedor da Spartakiada dos povos da URSS (1986), recordista da URSS na pentatlo de inverno", segundo comunicado da agência.

    Anteriormente, o presidente do Comitê Paralímpico da Bielorrússia, Oleg Shepel, citado pela agência estatal bielorrussa Belta, informou que "este gesto foi feito pelos membros da delegação bielorrussa para mostrar solidariedade com os atletas paralímpicos russos".

    O governo bielorrusso elogiou a ação de Andrei Fomochkin. Segundo assessor de imprensa do presidente bielorrusso, Aleksandr Lukashenko, as autoridades do país apoiam a posição do esportista.

    Ao mesmo tempo, o Kremlin informou que a ação de Fomochkin merece admiração e respeito.

    Fomochkin trabalhou como treinador na Bielorrússia. Desde 2007 ocupou vários cargos esportivos. Entre 2010 e 2012, ele foi presidente da diretoria de equipes nacionais em modalidades esportivas do Ministério de Esporte e Turismo.

    A seleção paralímpica russa foi afastada no dia 7 de agosto da participação dos Jogos no Rio de Janeiro depois de a comissão independente da WADA apresentar um relatório sobre um possível "sistema estatal de doping" que aparentemente existe na Rússia.

    Tema:
    Paralimpíadas Rio 2016 (16)

    Mais:

    Bielorrússia é proibida de carregar bandeira russa na abertura da Paralimpíada Rio-2016
    Tags:
    cerimônia, bandeira russa, solidariedade, abertura, Jogos Paralímpicos, Ministério dos Esportes, Bielorrússia, Rio de Janeiro, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik