23:37 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Jogador de hóquei da NHL

    Liga de hóquei dos EUA permite uso de substância que desqualificou atletas russos

    © AP Photo/ Nam Y. Huh
    Esportes
    URL curta
    239803

    A Liga Nacional de Hóquei (NHL), que reúne times de hóquei no gelo dos EUA e do Canadá, reconheceu que uso da substância meldonium, responsável pela eliminação de atletas russos nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, não configura doping.

    A informação foi passada à agência russa R-Sport pelo membro do conselho de diretores do clube russo SKA, de São Petersburgo, e em presidente da Liga Continental de Hóquei (KHL), Aleksandr Medvedev.

    "Todos reconhecem que meldonium não é doping, mas sim uma substância regenerativa. A NHL informou seus jogadores que não se trata de doping e permitiu o seu uso" – revelou Medvedev.

    A substância foi o grande pivô do escândalo de doping envolvendo a Rússia, e que provocou o afastamento de muitos atletas russos dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e a desqualificação geral da delegação paralímpica russa dos Jogos Paralímpicos Rio 2016.

    O uso de meldonium foi proibido pela Agência Mundial de Antidoping (WADA) a partir do início de 2016. Em seguida, traços da substância foram encontrados no organismo de algumas dezenas de atletas russos.

    Acredita-se que mais de 100 atletas tenham testado positivo para meldonium este ano, incluindo a famosa tenista russa Maria Sharapova, que suspensa de todas as competições por dois anos por causa de seu uso.

    Mais:

    Falecido lutador russo terá medalha confiscada
    COI confisca ouro do revezamento feminino russo em Pequim 2008
    Encontrado 'doping secreto' do 23 vezes campeão olímpico Michael Phelps
    COI defende afastamento vitalício das Olimpíadas para atletas pegos no doping
    Tags:
    substância, substância proibida, meldonium, hóquei, doping, NHL, Alexander Medvedev, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik